Produção de alimentos precisa crescer 40% em 20 anos, diz estudo

Publicado em 25/01/2011 07:46 467 exibições
A produção global de alimentos deve ser aumentada em cerca de 40% nas próximas duas décadas para evitar o aumento da fome global, indica um estudo britânico divulgado nesta segunda-feira (24).

O levantamento Foresight Report on Food and Farming Futures, encomendado pelo governo do Reino Unido, levou dois anos para ser finalizado e envolveu 400 especialistas de 35 países.

"Sabemos que nas próximas duas décadas a população chegará a cerca de 8,3 bilhões de pessoas", disse John Beddington, um dos cientistas responsáveis pelo estudo.

"Temos 20 anos para produzir cerca de 40% a mais de comida, 30% a mais de água potável e 50% a mais de energia", completou.
Beddinton afirma que uma das dificuldades de se mudar o sistema atual é que "ele funciona para a maioria das pessoas, mas os que estão em risco têm menos influência nas tomadas de decisões".

Recomendações

O estudo enfatiza a necessidade de mudanças na agricultura para que o aumento na produção não comprometa a sustentabilidade.

Os pesquisadores dizem que não há “solução única” para o problema e que sua resolução deve ser o resultado do esforço conjunto em várias frentes, combinando o aumento da produção sustentável, de alimentos e energética, com as preocupações com mudanças climáticas.

Para isto, os cientistas recomendam não descartar uso de tecnologias como modificações genéticas, clonagem e nanotecnologia.

O relatório britânico também recomenda mecanismos para que governos e produtores de alimentos prestem contas a respeito de seus progressos na redução da fome, no combate às mudanças climáticas, na degradação ambiental e no aumento da produção alimentícia.

Brasil

O relatório elogia as políticas sociais adotadas pelo Brasil nos últimos anos.

"A experiência brasileira dos últimos dez anos mostra que, se há vontade política, a pobreza e a fome podem ser diminuídas substancialmente", afirma o texto.

O estudo cita dados que estimam que, se as políticas sociais não tivessem sido implementadas, a taxa de pobreza brasileira teria sido de 13% em vez de 8% durante o biênio 2004/5.

As políticas, de acordo com o estudo, seriam resultado da combinação de "lideranças fortes de dois presidentes sucessivos e uma forte sociedade civil".

Tags:
Fonte:
BBC Brasil

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

3 comentários

  • Almir José Rebelo de Oliveira Tupanciretã - RS

    Ah! Eles também agora admitem que os alimentos poderão e deverão ser Transgênicos! Quanto tempo lutam contra os transgênicos! Será que agora 15 anos depois vão mudar? Que assim seja! Amém!!!

    Almir Rebelo

    0
  • Almir José Rebelo de Oliveira Tupanciretã - RS

    Meu querido Telmo e amigos! Eles que não fazem nada, não nos deixam trabalhar. Mas eu sou mais otimista. Os 400 especialistastambém disseram que o mundo terá que priorizar a Agricultura sustentável para atender essa demanda. Estão chamando a Agricultura do futuro de "Intensificação Sustentável" Sabem quem sabe fazer isso? Nós Brasileiros! Já estamos fazendo isso, mas alguns não querem, por exemplo, ONGs, Países concorrentes do Brasil, Jornalistas Analfabetos Ambientais.... vejam: O Brasil planta alimentos em aproximadamente e miseravelmente 5% de sua área toral! Isso é um desastre ambiental! E o Pior: Quer nos dá o golpe da Reserva Legal entre 20 e 60% de nossas lavoura! Vamos aceitar? Bueno! Se Vocês são brasileiros que nem eu, NÃO vamos deixar que ese deboche, esse crime aconteça contra nosso Amado e Querido Brasil!

    Uma abraço de 3 voltas e meia a todos! Vamos em frente!!!

    0
  • Telmo Heinen Formosa - GO

    Eu desafio este mentecapto ou a qualquer outro ser humano normal para consumir durante sete dias seguidos a sua quota diária de alimentos que a agricultura mundial coloca à disposição dele e de qualquer habitante da Terra.. Salvo a soja que por vaidade economica é a vedete do mercado futuro porque os juros estão muito baixos na volta do mundo e também o algodão que não é só alimento, de resto a abundância é comprovadíssima pelos prêços defasados. Eu acabei de postar uma noticia aqui no site com o título "A mais potente arma nas mãos do opressor é a mente do oprimido" ... Este mentecaPTo e outros, se não é por ignorância, estão plantando notícias de acordo com seus interesses.

    0