Brasil e Gana assinam acordo de cooperação para produção de alimentos

Publicado em 28/01/2011 09:15 334 exibições
O ministro do Desenvolvimento Agrário, Afonso Florence, e o ministro da Alimentação e Agricultura de Gana, Kwasi Ahow, assinaram nesta quinta-feira (27) um acordo de cooperação técnica para implantação do Programa Mais Alimentos no país africano.

O Programa Mais Alimentos África é uma extensão de um projeto do governo brasileiro que concede linhas de crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). O objetivo é estabelecer uma linha de cooperação técnica voltada para a produção de alimentos pela agricultura familiar.

Para aquisição de máquinas e equipamentos agrícolas, o governo brasileiro deverá fazer um empréstimo a Gana no valor de US$ 95 milhões. O valor ainda depende de aprovação da Câmara de Comércio Exterior (Camex).

O envio de máquinas será feito de acordo com as necessidades do país, mas a expectativa é que as primeiras já estejam disponíveis no segundo semestre deste ano. O governo brasileiro fechou parceria com representantes industriais brasileiros para compra dessas máquinas.

A iniciativa de criação de uma linha de financiamento de máquinas e equipamentos agrícolas foi lançada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em maio do ano passado, durante o evento Diálogo Brasil – África sobre Segurança Alimentar, Combate à Fome e Desenvolvimento Rural, em Brasília.

O orçamento total do programa é de US$ 240 milhões para 2011 e US$ 400 milhões para 2012. Gana terá um prazo de carência de 3 anos para iniciar o pagamento que poderá ser feito em até 15 anos a uma taxa de 2% de juros ao ano.

As atividades agropecuárias contribuem com 36% do Produto Interno Bruto (PIB) de Gana que conta com 24 milhões de habitantes.

Tags:
Fonte:
Agência Brasil

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

1 comentário

  • Carlos Jose Cateco Luanda, Angola - AO

    Caros Srs.

    Acho interessante esta cooperacao entre a Africa e o Brasil.

    Eu sou africano de Angola estudei e vivi no Brasil, acho muito inteligente essas atitudes governamentais. A realidade de Africa precisa ser encarada como um estagio da humanidade para corrigir muitos erros a nivel global.

    Mesmo porque a maioria dos solos de paizes Africanos estao sub aproveitados, com populacoes muito trabalhadora. Acho que o unico problema sao as politicas e as guerras. A China tem aproveitado e muito bem essa realidade para facturar grosso em Africa.

    Eu como empresario agro em Angola estou esperando por chances dessas para solidificar meu vinculo com Brasil que e minha segunda patria.

    Fasso votos de que o Brasil volte forte e esteje presente nesta fase que a Africa esta precisando muito

    Agradecimentos

    Carlos K.

    0