IBGE confirma o Paraná como maior produtor nacional de grãos

Publicado em 07/04/2011 08:40 232 exibições
O Paraná mantém a liderança nacional na produção de grãos, devendo colher 31,5 milhões de toneladas na safra de verão e de inverno, o que corresponde a uma participação de 20,2% da produção brasileira. A avaliação é do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que está prevendo uma nova safra recorde de grãos para o País, da ordem de 155,6 milhões de toneladas. O número corresponde a um aumento de 4% em relação à safra anterior (2010), também recorde, que alcançou uma produção de 149,7 milhões de toneladas.

Os números constam na pesquisa mensal do IBGE, referente ao mês de março, e que foi divulgada nesta quarta-feira (06). No Paraná, a colheita foi iniciada no final do mês de janeiro e está revelando aumento na produtividade. As condições climáticas favoreceram as principais lavouras plantadas no Estado, como a soja e milho.

O milho é um dos produtos que registram aumento da produtividade, superando as expectativas iniciais. O rendimento da cultura foi reavaliado de 7.567 quilos por hectare para 7.714 quilos por hectare, gerando um ganho de produção de 6% em relação à pesquisa realizada em fevereiro. Com a reavaliação, o IBGE está projetando uma produção de 5,71 milhões de toneladas em 2011.

A expectativa em relação à produção do milho da segunda safra, que está em final de plantio, também é animadora, segundo o IBGE. Os produtores paranaenses devem colher 7,09 milhões de toneladas, volume 3,4% maior do que a estimativa do mês anterior, quando se previa colher 6,86 milhões de toneladas. Esse incremento está sendo atribuído à expansão da área plantada que este ano aumentou 3,5% e deverá atingir 1,62 milhão de hectares.

Com isso, o IBGE projeta uma safra total de milho da ordem de 12,8 milhões de toneladas, o que coloca o Paraná na liderança da produção do grão. A primeira e a segunda safra de milho foram reavaliadas e apresentam um aumento de 4,5% em relação à estimativa do mês anterior quando se previa colher 12,25 milhões de toneladas entre as colheitas do milho da primeira e segunda safra.
A soja foi outro produto reavaliado e aponta para uma nova safra recorde no Paraná. O IBGE está prevendo uma colheita de 14,67 milhões de toneladas do grão no Estado, volume 4,1% maior em relação à safra passada (14,09 milhões de toneladas) e 5,3% maior em relação à projeção do mês anterior quando se previa uma colheita de 13,94 milhões de toneladas de soja no Estado.
O aumento de produção é resultado do avanço da produtividade, revelada pela colheita, que aumentou de 3.097 quilos por hectare para 3.260 quilos de soja por hectare.

O feijão, outra cultura que o Estado se destaca como primeiro produtor, deve apresentar uma produção total de 857.071 toneladas, volume 8,2% maior em relação à safra passada quando foram produzidas 792.010 toneladas. Essa produção se divide em três safras, sendo a mais importante a primeira, também chamada safra das águas que alcançou volume de 532.148 toneladas.

A segunda safra de feijão, em andamento, deve apresentar uma produção de 318.549 toneladas, volume 8,1% em relação à safra passada que atingiu 294.621 toneladas. Em relação à projeção do IBGE referente ao mês anterior a produção diminui 4,5% em função da área a ser colhida que caiu para 178.357 hectares, um decréscimo de 3,9% em relação ao ano passado quando foram plantados 191.137 hectares.

Tags:
Fonte:
Agência Est. de Notícias do PR

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário