Piauí deverá implantar 50 assentamentos rurais até o final deste ano

Publicado em 25/04/2011 08:31 327 exibições
Será investido um montante de R$ 70 milhões, os quais beneficiarão um total de duas mil famílias em diferentes municípios.
O governo do Estado do Piauí, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Rural (SDR), prevê que até o fim deste ano sejam concluídos e iniciados 50 assentamentos rurais em todo o Piauí. Segundo Rui Cipriano de Araújo, diretor do Crédito Fundiário da SDR, será investido um montante de R$ 70 milhões, os quais beneficiarão um total de duas mil famílias em diferentes municípios.

De janeiro a março deste ano, a linha de financiamento do Programa Nacional de Crédito Fundiário, através da linha de Financiamento de Combate à Pobreza Rural (CPR) já autorizou a execução de nove assentamentos rurais, contemplando os municípios de Barras, Campo Maior, Cocal da Estação, Pio IX, Piracuruca, São Francisco do Piauí, São José do Divino, Francisco Aires e São João do Piauí. Todos já tiveram suas terras efetivamente pagas e estão em processo de liberação do Subprojeto de Investimento Comunitário (SIC).

– O programa já contemplou 205 famílias, que irão receber desde moradias, energia elétrica, abastecimento d’água, até recursos para custeio produtivo – ressalta Rui Cipriano.

Somente através do CPR foram investidos nesse período mais de R$ 6 milhões, sendo que deste valor, apenas pouco mais de R$ 1 milhão será reembolsável por meio das parcelas pagas pelos agricultores.

– Eles terão um prazo de até 20 anos, incluindo três anos de carência – completa o diretor.

Para este programa, os recursos já estão sendo disponibilizados e liberados mediante a prestação de contas das parcelas.

Enquanto que, em 2011, o crédito fundiário de Consolidação da Agricultura Familiar (CAF) atendeu 86 famílias de agricultores em 25 municípios do Piauí, adquirindo 45 imóveis numa área de 3.245 hectares.

– Isso significa que são 86 novos proprietários que passaram a ser donos de suas propriedades, já que o processo é individual – enfatiza Rui Cipriano.

A terra é entregue com estrutura de casa, energia, plantio de caju, criação de ovinocaprinocultura, bem como um pequeno rebanho bovino.

Tags:
Fonte:
Governo do Estado do PI

0 comentário