IMA analisa qualidade das sementes comercializadas em Minas

Publicado em 20/06/2011 12:54 209 exibições
O Instituto Mineiro de Agropecuária
(IMA) vai realizar a coleta de 400 amostras de sementes no comércio de Minas Gerais de julho a novembro de 2011. O objetivo é avaliar o potencial de pureza e germinação deste insumo para permitir ao produtor rural o plantio de sementes de qualidade. As análises serão realizadas no Laboratório de Análise de Sementes (LASE) do próprio Instituto.
 O diretor-geral do IMA, Altino Rodrigues Neto, afirma que é fundamental haver o monitoramento constante destes insumos. "As sementes e mudas de boa qualidade são fundamentais para a obtenção de lavouras sadias e produtivas. E para que haja segurança e confiabilidade é necessário fiscalizar todo o sistema de produção, principalmente o de comercialização desses produtos", completa.
 As sementes são responsáveis pelo potencial genético das espécies, variedades e do plantio. Por isso, precisam ter qualidade para que a lavouras ou culturas sejam sadias e produtivas.
 Por isso, as pessoas físicas e jurídicas que trabalham com produção, beneficiamento, armazenamento, reembalagem, comercialização, certificação ou análise de sementes e mudas devem se inscrever ou credenciar no Registro Nacional de Sementes e Mudas (Renasem).
 Desde 2007, o IMA monitora a venda de sementes e mudas. A fiscalização é realizada três vezes ao ano em todo o território mineiro. No caso de municípios que não possuem estabelecimentos registrados, o IMA fiscaliza os potenciais comercializadores desses produtos em cada região.
 Em 2010, foram realizadas 5.061 fiscalizações do comércio de sementes e mudas em todo o território mineiro e o ano fechou com
2.305 lojas e comerciantes inscritos no Renasem. Até meio de 2011, foram realizadas 1.830 fiscalizações no comércio destes insumos em Minas.
 Minas Gerais é o único estado da federação que realiza a fiscalização do comércio de sementes e mudas. Atualmente, 2.427 estabelecimentos no estado são registrados neste tipo de comércio.
Tags:
Fonte:
IMA

0 comentário