Sorgo ganha espaço como cultura de inverno em Minas Gerais

Publicado em 01/08/2011 07:41 254 exibições
Na primeira vez que o agricultor André Machado plantou sorgo no período de safrinha, ele só usou 50 dos 300 hectares da propriedade. No ano seguinte, dobrou a área e hoje já são 200 hectares, uma estratégia para proteger o solo na entresafra da soja e do milho.

André deve colher 50 sacas por hectare, mas acredita que há mercado para mais. “Os confinamentos e granjas de ovos e de galinhas têm nos procurado querendo fechar contrato adiantado para a próxima safra”, diz animado.

Claudionor Morais também sente os reflexos do bom momento. O ano passado ele preferiu não plantar, mas com a sinalização de bom preço investiu em 350 hectares. O milho mais caro, ajudou. “O sorgo sempre acompanha o preço do milho. No ano passado, o mercado já estava aquecido, o que fez os agricutlores plantarem muito sorgo no Brasil”.

Os produtores de Minas Gerais estão vendendo a saca de sorgo por R$ 20 em média, praticamente o dobro do valor que negociaram na safra passada.

Tags:
Fonte:
Globo Rural

0 comentário