Concorrência com a China derruba preço do alho em MG

Publicado em 05/08/2011 07:28 250 exibições
A região do Alto Paranaíba é responsável por 75% da produção de alho em Minas Gerais, segundo o IBGE. A representatividade pode aumentar esse ano, o clima ajudou e a safra deve ser maior cerca de 10% em relação ao ano passado.

O problema, segundo os produtores, é o preço pago pelo alho, que deve cair por causa da concorrência com a China.

O alho chinês, que entrou com mais intensidade no mercado brasileiro no mês passado, chega mais barato para o consumidor, mas segundo os agricultores, há uma grande diferença no sabor. O alho brasileiro é muito mais saboroso.

Minas Gerais é o segundo produtor de alho do país, só perde para Goiás. Em uma fazenda em Rio Paranaíba, foram plantados 85 hectares. O alho sai em caixas de 10kg, para o tipo 6, o mais comercializado, o preço pago ao agricultor é de R$ 68 a caixa, valor considerado baixo, já que no ano passado a caixa foi comercializada a R$ 100 neste período.

O trabalho que começou agora vai gerar vagas no campo até novembro. “350 pessoas são empregadas diretamente, o ano todo, e durante a safra do alho são mais 450 vagas", conta o produtor Antônio Márcio.

As vendas em 2011 começaram agora e como o Brasil só produz 30% do que é necessário para abastecer o mercado interno, é preciso ficar sempre de olhos abertos. Para buscar preços melhores e manter a produção durante todo o ano alguns investimentos são essenciais. “No pico da safra, alguns produtores já estão se estruturando em câmara fria, que melhora a qualidade e o preço também”, explica o vendedor Elias Pessoa.

Tags:
Fonte:
Globo Rural

0 comentário