IBGE reduz estimativa e vê safra de grãos 6,2% maior que 2010

Publicado em 09/08/2011 11:58 299 exibições
A safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas (caroço de algodão, amendoim, arroz, feijão, mamona, milho, soja, aveia, centeio, cevada, girassol, sorgo, trigo e triticale) indica produção de 158,8 milhões de t para 2011, crescimento de 6,2% em relação a safra recorde de 2010 (149,6 milhões de t), de acordo com estimativa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira. Em comparação com a previsão de junho (161,5 milhões de t), houve queda 1,7%.

Segundo a pesquisa, em 2011 a área a ser colhida será de 48,8 milhões hectares, crescimento de 4,9% ante o ano passado, mas queda de 0,3% em relação a estimativa de junho. O arroz, o milho e a soja, as três principais culturas, representam 90,5% da produção de grãos no País e respondem por 82,3% da área a ser colhida.

No comparativo por região, a Sul lidera a safra, com produção de 69,5 milhões de t, seguida pela Centro-Oeste (55,5 milhões de t) e Sudeste (17,2 milhões de t). O Mato Grosso é o Estado que ocupa a liderança na produção de grãos, com uma participação de 19,6% na safra nacional.

A pesquisa mostra também que 14 dos 25 produtos selecionados para pesquisa apontam variação positiva em relação ao ano passado. Destaque para o algodão, com aumento de 72,5% e o amendoim em casca 1ª safra, com alta de 25,2%. Contudo, a 2ª safra do amendoim em casca apresentou a maior variação negativa, queda de 39,8%.

Tags:
Fonte:
Terra

0 comentário