Queda no preço do algodão preocupa agricultores de MT

Publicado em 11/08/2011 06:44 316 exibições
Preço da arroba de R$ 64 desmotiva os produtores do estado. Cotonicultores plantaram mais de 720 mil hectares nesta safra.

A colheita de algodão já passa da metade no cerrado de Mato Grosso. A irregularidade da chuva na fase de formação das maçãs e a queda no preço preocupam os agricultores.

Segundo o Imea, Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária, os cotonicultores plantaram nesta safra mais de 720 mil hectares. A cotação da arroba da pluma de R$ 98 em janeiro serviu de estímulo, mas hoje o preço de R$ 64 desmotiva os produtores.

O agricultor Lídio Chapinoto, da região de São Lourenço, no sul do estado, investiu pela primeira vez na cultura. “Com essa queda brusca de preço a margem de lucro caiu bastante. Os compradores se retraíram”.

A falta de chuva foi outro fator que não ajudou. Cerca de 35% de todo o algodão produzido no estado ficou comprometido. “Isso inibe a fotossíntese da planta, que não consegue sintetizar os carboidratos e encher de forma correta a maçã”, esclarece o agrônomo Rodrigo Pereira Martins.

A seca que atingiu Mato Grosso no mês de maio, época de formação do algodão, contribuiu para que o preço da arroba começasse a subir. Quem compra sabe que o valor oferecido no início não será o mesmo do final da safra. “No meu ponto de vista, o produtor nos próximos 60 dias não deverá vender algodão porque tem de cumprir os contratos já feitos. Depois disso, o produtor deverá voltar a vender para a indústria nacional. Na minha visão o preço deve subir”, prevê Sérgio de Marco, presidente da Abrapa.

Quarenta por cento da safra do algodão, em Mato Grosso, ainda está no campo.

Tags:
Fonte:
G1 (Globo)

0 comentário