Na Veja: Bolsas europeias reduzem ganhos do início do dia

Publicado em 11/08/2011 06:46 e atualizado em 11/08/2011 07:49 245 exibições
As bolsas europeias devolveram boa parte dos ganhos do começo do dia e se renderam à volatilidade que tem marcado os últimos pregões. Os receios com um enfraquecimento da economia global estão novamente em foco e as ações de bancos - especialmente os franceses - lideram as quedas.

Às 7h30 (de Brasília), Société Générale caía 5,12% em Paris e Intesa Sanpaolo recuava 2,30% em Milão. As ações de alguns bancos chegaram a ser suspensas na bolsa italiana - não em razão de grandes altas ou quedas, mas sim por causa da forte volatilidade.

No mesmo horário, Paris caía 0,52% e Milão subia 0,19%, enquanto Londres avançava 0,62% e Frankfurt ganhava 0,76%.

No Terra:

Bolsas europeias sobem com força no início das negociações desta quinta

As bolsas europeias sobem com força na abertura da sessão desta quinta-feira devido ao impulso positivo dos mercados asiáticos e aos resultados empresariais, após terem fechado o pregão da véspera com perdas de até 5%.

Frankfurt e Paris ganham 3%, enquanto Milão recupera 2,7%, Madri sobe 2,5% e Londres avança 2%. As bolsas apresentam um "rebote técnico" às perdas de ontem e também se beneficiam dos bons resultados de algumas empresas.

Os valores que mais ganham nos primeiros compassos das negociações são os bancos, que caíram com força na quarta-feira pelos rumores sobre a entidade francesa Société Générale. A segunda maior entidade de crédito francesa avança mais de 6%, após ter caído quase 15% na véspera, em uma jornada negra na qual chegou a perder um quinto de seu valor pelos rumores de que atravessa dificuldades por sua exposição à dívida grega e por isso pode sofrer intervenção.

Na Ásia, a alta foi mais moderada. O índice geral da Bolsa de Xangai fechou em alta de 1,27%, e o Kospi, da bolsa sul-coreana, avançou 0,62%. Já o índice Nikkei, da Bolsa de Tóquio, caiu 0,6% contaminado pela inquietação sobre a economia dos EUA e os problemas da dívida na Europa.

Na Veja.com.br

Bolsas europeias reagem e abrem em forte alta nesta quinta

As principais Bolsas da Europa se recuperaram das fortes perdas sofridas na quarta-feira e abriram o pregão desta quinta em alta. Ontem, o temor de que a França perdesse sua classificação AAA pelas agências de risco derrubou as cotações no continente. As três principais agências classificadoras de risco - Moody's, Standard & Poor's e Fitch -, porém, seguem atribuindo nota triplo A com perspectiva estável para a França.

Nesta quinta, o índice CAC, da Bolsa de Paris, iniciou as operações do dia com alta de 2,96%. A Bolsa de Londres, por sua vez, registrava elevação de 2,09% em sua abertura. Os mercados italiano e espanhol, duas das economias mais fragilizadas pela crise do euro, também apresentavam ganhos na abertura de hoje, com aumento de 2,68% e 2,52%. A maior alta do continente, contudo, foi na Bolsa de Frankfurt, cujo índice DAX subiu 3,01% no começo do dia.

Ásia - Os mercados asiáticos encerraram o pregão desta quinta-feira em alta, com exceção do Japão. O índice principal da Bolsa de Valores de Tóquio, o Nikkei, fechou a sessão desta quinta-feira com queda de 0,62%, aos 8.981,94 pontos. Já o índice Topix, que agrupa todos os valores da primeira seção, desceu 0,75%, aos 770,88 pontos.

A Bolsa de Seul apontou alta de 0,62% e a Bolsa de Sidney fechou o dia com leve ganho de 0,01%.

Estados Unidos - A Bolsa de Nova York caiu nesta quarta-feira pela terceira vez em cinco pregões, apagando sua recuperação da véspera, arrastada pela queda das ações do setor bancário e por temores em relação à economia local. O Dow Jones perdeu 4,68% e o índice Nasdaq, 4,12%. As ações do setor bancário lideraram as perdas. O Citigroup registrou queda de 10%, ao passo que os papéis do Bank of America caíram 11%, e os do JP Morgan cederam 5,6%.

Tags:
Fonte:
Terra / Veja.com.br

0 comentário