EUA rejeitam carne processada da planta paulista da JBS

Publicado em 17/08/2011 11:29 581 exibições
Os Estados Unidos rejeitaram um contâiner de carne processada da planta da JBS de Barretos, após detectarem a presença do vermífugo ivermectina acima dos níveis aceitáveis.

Maior empresa de carnes do mundo, a JBS informou que se trata de um caso pontual e a planta paulista continua embarcando seu produto normalmente. Segundo a empresa, a razão para a devolução será investigada e medidas necessárias já estão sendo tomadas.

No G1:

EUA barram carregamento de carne bovina exportada pela JBS

Os Estados Unidos rejeitaram e determinaram a devolução de uma carregamento de carne processada de uma unidade do frigorífico JBS de Barretos (SP). A carga foi barrada após as autoridades sanitárias norte-americanas terem detectado níveis do vermífugo ivermectina acima do permitido. A informação foi confirmada pela JBS.

Segundo a assessoria da JBS, a empresa foi informada na sexta-feira passada. A companhia afirma que a devolução do contêiner  com cerca de 20 toneladas de carne enlatada é um caso isolado e que tem adotado todas as recomendações do acordo entre Brasil e EUA. A JBS informou ainda que as exportações para os Estados Unidas estão mantidas e que novos carregamentos estão sendo enviados para o país.

Os altos níveis de ivermectina na carne bovina processada já causaram o embargo do produto pelos Estados Unidos durante sete meses em 2010. O governo e as companhias foram obrigados a adotar uma nova revisão de avaliação do nível do vermífugo, reduzido de 100 partes por bilhão para 10 partes por bilhão, como exigido pelos norte-americanos. Com isso, em 24 de dezembro do ano passado, o embargo ao produto foi suspenso.

O Ministério da Agricultura informou que até agora o governo foi notificado apenas da rejeição dessa carga da JBS e que acompanhará o caso. O secretário de Defesa Agropecuária informou que fará reuniões com representantes da indústria de carne bovina e das companhias farmacêuticas de produtos veterinários.

Tags:
Fonte:
Valor Online + G1

1 comentário

  • David Navarro Uberlândia - MG

    Acho que este lote de produtos eram para serem embarcados juntos com oslotes que foram recusados pela Russia, que estavam infestados com parasitas e bactérias. Deixando a brincadeira de lado isso é mesmo vergonhoso. Será que existe inspeção sanitária ou a corrupção já tomou conta de tudo?????

    0