Produção de girassol em Minas cresce 34,3%

Publicado em 19/10/2011 11:51 362 exibições
Sul do Estado lidera o ranking estadual com safra de 3,5 mil toneladas
A produção mineira de girassol, em 2011, alcançou 6,1 mil toneladas, volume 34,3% superior ao da safra passada, informa o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com análise Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o fator que mais contribuiu neste ano para o aumento da colheita foi a expansão do cultivo nas principais regiões produtoras do Estado.

A colheita abrangeu, neste ano, 5,4 mil hectares, uma área 81,5% superior à do ano passado. O destaque foi a expansão do plantio no Sul de Minas, que alcançou 3,3 mil hectares, um salto de 156% em relação à safra anterior.  A região, que responde por 3,5 mil toneladas do produto e lidera a produção no Estado, teve um crescimento de 74,9% na comparação com o ano passado.

Segundo o extensionista da Emater-MG em Carmo do Rio Claro, José Luiz de Faria, os produtores investem na atividade para atender principalmente à indústria de biodiesel da Petrobras em Montes Claros, no Norte de Minas.  Dados do IBGE mostram que Carmo do Rio Claro lidera o ranking dos municípios mineiros produtores de girassol, com de 1,3 mil toneladas na safra de 2011.     

O agricultor Tony Reis Lemos teve a assistência da Emater para completar a sua quarta safra de girassol. “Cada ano com produção maior”, ele ressalta. As máquinas de Reis percorreram 80 hectares plantados para colher 86 toneladas do produto, que o agricultor vendeu para um cerealista de Três Corações pelo preço médio de R$ 43,50 o saco de 60 quilos. O custo de produção do girassol, com maquinário próprio, variou de R$ 25,00 a R$ 30,00 o saco.

Já o agricultor familiar Gerson Reis de Oliveira, também de Carmo do Rio Claro, fez neste semestre a sua primeira colheita de girassol, que alcançou 3,8 toneladas em dez hectares arrendados. O produto foi vendido para a Petrobras ao preço médio de R$ 0,75 o quilo, sendo o custo de produção da ordem de 80%, segundo o produtor, que trabalhou com máquinas alugadas.    

 Centro-Oeste

A colheita de girassol no Centro-Oeste de Minas equivaleu a 19,2% do total registrado no Estado.  Novos produtores têm contribuído para o aumento da safra na região, entre eles Guarim Alfredo Caetano Carvalho, que começou na atividade em 2011 e diz que a experiência foi positiva.

Ele explica que até o ano passado cultivou apenas milho na Fazenda Canjerana, localizada no município de Luz, e por isso reservou apenas 80 hectares para o girassol em 2011. “O rendimento foi de 23 sacos de 60 quilos por hectare”, explica o agricultor. Essa produtividade é cerca de 22% superior à média obtida nas lavouras de girassol da região.

Carvalho informa que também vendeu toda a produção para a Petrobras, obtendo R$ 0,72 por quilo, em média.  “Vale apostar na produção de girassol, principalmente no caso em que o plantio pode ser feito diretamente nas áreas onde o milho foi colhido”, ele diz.

No próximo ano, a partir de fevereiro, Carvalho vai ocupar 200 hectares com um novo plantio nas mesmas condições. Ele faz parte de um grupo de produtores de Luz que estão se organizando sob a coordenação do escritório local da Emater-MG, instituição vinculada à Secretaria da Agricultura, com o objetivo de aumentar a qualidade da produção e garantir a armazenagem da safra.

“A proposta é alugar um armazém, onde as sementes de girassol poderão ficar guardadas até o momento em que a cotação atender às expectativas dos produtores”, finaliza.

Tags:
Fonte:
Sec. Agricultura MG

1 comentário

  • mauricio prado Belo Horizonte - MG

    Desejo plantar girassol pela primeira vez na minha região, no meio piracicaba em Minas. Gostaria de saber se teria mais alguem interessado em entrar nesta empreitada comigo ,já que tenho a terra e preciso de alguem que entrae com ao dinheiro necessário.

    0