Área do plantio da cevada cresce 17%

Publicado em 20/10/2011 09:20 350 exibições
A Ambev realiza esta semana o Dia de Campo 2011. O evento, tradicional entre produtores de cevada do sul do país, ocorre há três décadas e reafirma a atuação da companhia no setor agrícola. Por meio da parceira com a Embrapa, a Ambev contribuiu para a melhoria do cultivo na região. A área de plantio de cevada pertencente aos produtores que fazem parte do programa da Ambev que fomenta a produção do cereal atingiu 55.194 hectares – um crescimento de 17% em relação a 2010. Além disso, por intermédio da Cooperativa Agrária do Paraná, a Ambev recebe a cevada de outros 30 mil hectares no Brasil.

O Dia de Campo é realizado anualmente em parceria com a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária). O encontro, que reúne produtores, distribuidores e cooperativas agrícolas da região sul, visa promover um espaço para a troca de experiências sobre o plantio da cevada. São dispostas cinco estações para tratar dos temas que envolvem a produção do cereal: análise de clima, épocas de semeadura, diferentes doses e fontes de nitrogênio, fungicidas e novas linhagens e cultivares. Os convidados fazem um mini tour pelo local.

Durante todos esses anos de atividade, o Dia de Campo consolidou a relação entre a Ambev, a Embrapa e o produtor agrícola. Junto ao agricultor, a companhia conseguiu construir uma relação sustentável, tendo com uma das principais conquistas, o constante aprimoramento do produto. Isso graças ao intercâmbio de melhores práticas.

Já a relação com a Embrapa permite à Ambev utilizar hoje uma semente (BRS Cauê) que está entre as melhores em termos de potencial produtivo – superior a 5.000kg/ha – e qualidade de malte.

Além disso, o Dia de Campo é também uma oportunidade para a Ambev apresentar aos parceiros os avanços tecnológicos no plantio da cevada e assim buscar constantemente a melhoria da atuação na região.

Maltarias

Para transformar a cevada em malte, principal matéria-prima da cerveja, a Ambev conta com quatro maltarias: duas no Uruguai, uma no Brasil e outra na Argentina.

Criada em 1959, em Porto Alegre (RS), a maltaria de Navegantes produz cerca de 7,3 mil toneladas por mês de malte pilsen, abastecendo cervejarias do grupo nas regiões Sul e Sudeste. Outra maltaria está em construção no estado na cidade de Passo Fundo.

Antes de iniciar a safra, a Ambev oferece treinamento gratuito para todos os operadores envolvidos no recebimento e processamento do cereal. A prática permite a qualidade do material e a maior satisfação dos parceiros produtores de cevada. Toda a análise de recebimento e classificação da cevada da Ambev é feita por técnicos especializados, o que confere a ela transparência e confiabilidade.

Tags:
Fonte:
Máquina da Notícia

0 comentário