Meta do vazio sanitário do algodão é cumprida em Minas

Publicado em 20/12/2012 11:50 376 exibições
O Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) vistoriou durante o vazio sanitário do algodão, 91 propriedades do Estado o que corresponde a 16.751 hectares de área plantada. Os 60 dias em que o cultivo de algodão esteve proibido, entre 20 de setembro a 20 de novembro, foram de intensa fiscalização com a superação da meta prevista para o ano, de 88 propriedades fiscalizadas em Minas.

As fiscalizações abrangeram as coordenadorias regionais do IMA localizadas em Curvelo, Janaúba, Patos de Minas, Patrocínio, Uberaba, Uberlândia e Unaí, maiores regiões produtoras de algodão no Estado.

Neste período não foram registradas notificações que poderiam gerar autos de infração, o que significa que os produtores mineiros estão aderindo cada vez mais às ações propostas pela medida. Implantado em 2010, o vazio sanitário do algodão tem caráter preventivo para proteger os produtores rurais contra perdas e prejuízos na safra.

A medida leva em conta a importância socioeconômica da cultura do algodão para Minas Gerais e os prejuízos que a praga do Bicudo do Algodoeiro pode causar à economia, já que a manutenção de áreas permanentes e contínuas com o cultivo da espécie mantém o inseto ativo.

Cabe ao IMA fiscalizar o cumprimento da medida, já que é de responsabilidade do produtor de algodão a eliminação das plantas durante a vigência do vazio sanitário. Há exceção apenas para áreas de pesquisa científica, que devem solicitar autorização do Instituto para manter plantas vivas. O descumprimento da medida gera auto de infração e multa.

De acordo com o diretor-geral do IMA, Altino Rodrigues Neto, o período de vigência do vazio sanitário foi positivo, visto que houve o cumprimento da meta com a participação ativa dos produtores e a ausência de notificações. "É um trabalho interligado que a cada ano contribui para a manutenção da produtividade e qualidade das lavouras," comenta.

Importância

O vazio sanitário é de extrema importância em Minas Gerais, pois de acordo com dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o Estado possui atualmente, 29,6 mil hectares de área destinada ao cultivo de algodão, com uma produção durante o ano de 2012, de 108,8 mil toneladas da pluma. As regiões mineiras que possuem maior área plantada são Noroeste, Triângulo
Norte e Alto Paranaíba.
Tags:
Fonte:
IMA

0 comentário