Algodão MT: Preços sofreram poucas oscilações

Publicado em 30/07/2013 08:58
577 exibições

A liquidez no mercado interno continuou fraca entre 22 e 26 de junho, deixando claro o posicionamento da indústria de adquirir pequenos lotes (mínimo de 25 toneladas) até que se tenha a pluma 2012/13 em maior oferta no mercado disponível, cobrindo apenas a necessidade imediata da indústria têxtil. Visto que a colheita em Mato Grosso atingiu 32% da área plantada, algodoeiras já estão em pleno funcionamento, e volumes de algodão disponível devem entrar no mercado somente após os produtores entregarem os contratos de exportação, que normalmente são os primeiros no prazo de vencimento. Por isso, os preços sofreram poucas oscilações, permanecendo inferior à paridade de importação em apenas 7%, o que significa que há pouco espaço para valorização da pluma nacional. Outro motivo para estabilização do preço é que a indústria de fios de algodão no Brasil não tem potencial para pagar mais pela pluma, pois sua margem de lucro também está estreita. Quanto às exportações, o recuo da China na demanda pela pluma mato-grossense cedeu lugar para a demanda da Coreia do Sul, que participou no primeiro semestre de 2013 com 35,5 mil toneladas, 1/4 do total exportado no semestre.

Leia o boletim na íntegra no site do Imea

Tags:
Fonte: Imea

0 comentário