Abrapa participa de missão no Peru para discutir cultivo do algodão no país andino

Publicado em 01/04/2014 10:04 628 exibições

A Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa) pretende expandir o cultivo da pluma na América do Sul começando pelo Peru. O “Projeto de Fortalecimento do Setor de algodão através da cooperação Sul-Sul" também será estendido para Argentina, Bolívia, Colômbia, Equador e Paraguai.

Entre os dias 26 e 27 de março, o diretor-executivo da Abrapa, Marcio Portocarrero, integrou uma comitiva que esteve no Peru para tratar da produção de algodão no país andino.

“O projeto prevê o desenvolvimento da cultura em vários países do Mercosul. O Peru está sendo usado como piloto, já com um projeto definido, que debateremos para ser posto em prática”, disse.

O objetivo da missão ao Peru foi otimizar o tempo na elaboração da versão final do projeto peruano e, de acordo com as instituições envolvidas, definir papéis e responsabilidades para o início das atividades.

Já o presidente do Instituto Brasileiro do Algodão, Haroldo Cunha, defende que as ações de fortalecimento da cadeia do algodão nos países do Mercosul são importantes, pois trazem benefícios a todos. “Principalmente no que diz respeito às ações de prevenção de pragas, como o Bicudo, é necessário que tenhamos planos regionais de prevenção para que o controle seja efetivo”, frisou.

O projeto de Fortalecimento do Setor de algodão através da cooperação Sul-Sul foi assinado por vários entidades no final de 2012 para promover o desenvolvimento de iniciativas e atividades de cooperação técnica para melhorar a cadeia a produção de algodão nos membros do Mercosul e Haiti a partir da troca de experiências e recursos técnicos disponíveis nos países participantes.

Tags:
Fonte:
Abrapa

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário