Algodão: Indústrias mais ativas sustentam mercado interno

Publicado em 21/01/2015 08:35 74 exibições

A necessidade de novas aquisições por parte de indústrias tem sustentado as cotações de algodão, apesar da “queda de braço” entre compradores e vendedores quanto ao preço e à qualidade dos lotes da pluma disponíveis. O Indicador CEPEA/ESALQ com pagamento 8 dias, referente à pluma 41-4, posto em São Paulo, teve elevação de 0,21% entre 13 e 20 de janeiro, fechando nessa terça-feira a R$ 1,6874/lp.

A elevação na parcial do mês (até dia 19) é de 1,42%. Segundo dados da Secex, ao longo de 2014, as exportações brasileiras de pluma totalizaram 748 mil toneladas, 30,6% a mais que em 2013. O preço médio foi de US$ 0,8219/kg, retração de 6,2%, mas a receita bruta chegou a US$ 1,3 bilhão, aumento de 22,6% – na média do ano, o dólar se valorizou 9% frente ao Real. As importações brasileiras também aumentaram em 2014, em 67%, somando US$ 60 milhões. Em volume, as compras foram de 31,4 mil toneladas, alta de 81%.

Tags:
Fonte:
Cepea

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário