Falta de local para armazenagem pressiona produtor a vender algodão em Mato Grosso

Publicado em 27/09/2019 14:12
111 exibições

O IMEA – Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária – informou que os preços do caroço de algodão em Mato Grosso mostra um cenário diferente na série histórica. Conforme a produção, os valores vêm sofrendo oscilações de acordo com a oferta. Dessa maneira, no início da safra 2018/19, tiveram alta, porém, assim que começou a colheita voltaram a cair, fazendo com que o cenário seja semelhante à evolução dos últimos três anos.

“Sendo assim, com a falta de local para a armazenagem os produtores se veem pressionados a comercializar o caroço a um preço menor do que o comercializado no início da safra. No que tange à semana (anterior), o subproduto sofreu uma desvalorização de 0,38%, cotado a um valor médio de R$ 397,80/tonelada”, informa o instituto, em seu boletim semanal, divulgado na segunda-feira. “Ao longo dos últimos anos os produtores de algodão negociam a sua produção de caroço mesmo antes da colheita. Para a safra 18/19 não foi diferente”.

Leia a íntegra no site do Só Notícias.

Tags:
Fonte: Só Notícias

0 comentário