Casa Branca comemora acordo do algodão

Publicado em 18/06/2010 08:57 221 exibições
O escritório dos EUA para o Comércio (USTr) comemorou ontem o acordo-quadro que adiou a retaliação do Brasil a produtos americanos por conta da disputa do algodão e disse esperar assiná-lo assim que possível.

Nefeterius McPherson, porta-voz da principal agência negociadora americana do contencioso, disse que "esse acordo demonstra como os dois países, trabalhando juntos, podem resolver seus problemas".

"Esperamos avançar a partir desse acontecimento positivo para construir uma relação bilateral comercial mais forte com o Brasil."

O USTr demonstrou satisfação especial por ter sido evitada -ao menos por enquanto- "a imposição de sanções de mais de US$ 560 milhões (...) e possíveis sanções contra propriedade intelectual". "Estamos satisfeitos com a decisão e aguardamos ansiosamente pela assinatura do acordo."

Boa parte dos outros atores interessados ainda não havia sido informada da decisão e preferiu adiar comentários, inclusive o Conselho Nacional do Algodão, forte defensor dos subsídios.

As comissões de agricultura da Câmara e do Senado dos EUA não haviam se manifestado até o fechamento desta edição. Durante as negociações, as comissões se mantiveram firmes na defesa do programa de subsídios.

O Senado dos EUA dará início no próximo dia 30 a uma série de audiências sobre "Reautorização da Lei de Agricultura" (Farm Bill), que será revista em 2012.

"A primeira audiência será focada na manutenção de uma política de agricultura sólida", disse a senadora Blanche Lincoln, presidente da comissão de Agricultura da Casa.

Tags:
Fonte:
Folha de São Paulo

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário