Quebra na colheita de algodão em Mato Grosso varia de 5 a 10%

Publicado em 28/06/2010 12:06 309 exibições
O claro cenário de escassez de algodão no mercado mundial e no Brasil já estava desenhado desde o ano passado. Após safras consecutivas de baixa rentabilidade, a área plantada com a cultura recuou fortemente e, nesta safra, o resultado é uma queda de 20% nos estoques mundiais.

Particularmente, no Brasil, a previsão era de que a colheita da temporada 2009/10 atingisse 1,250 milhão de toneladas, praticamente a mesma da safra passada, apesar de um consumo interno mais aquecido. No entanto, a produtividade da safrinha que, no caso de Mato Grosso responde por 38% do plantio, padece de queda de desempenho e já há dúvidas sobre o futuro da primeira safra.

Haroldo Cunha, presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), diz que é preciso ponderar que a colheita ainda está no início e que a avaliação é, portanto, muito preliminar. As lavouras que estão sendo colhidas, na Bahia, Mato Grosso e Goiás, estão mostrando redução de produtividade na dimensão de 5% a 10%. "Ainda não sabemos ao certo o que está ocorrendo, mas pode ser que o período seco que atingiu a fase de formação do ponteiro da planta tenha prejudicado mais do que imaginávamos", diz o presidente da entidade.

Tags:
Fonte:
Valor Econômico

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário