Algodão: No MT, quebra da safra pode chegar a 15,5%

Publicado em 26/07/2010 07:19 244 exibições
A Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão (Ampa) prevê uma quebra de 15,5% na produção estadual da pluma nesta safra em função da longa estiagem que castigou as lavouras no período de março a maio. A expectativa era de colheita de 645 mil toneladas e foi reduzida para 545 mil toneladas. As informações são do presidente da entidade, Gilson Pinesso.

Pinesso afirmou que a quebra de produtividade foi generalizada, tanto no plantio convencional com no de espaçamento de 90 centímetros e no intermediário, de 70 centímetros, e no adensado, de 45 centímetros. Em relação à próxima safra, 2010/2011, o presidente da Ampa disse que, há um mês, a expectativa era de aumento de 30% no plantio em função da recuperação dos preços do algodão no mercado internacional. Entretanto, diz ele, a recente queda da cotação da pluma e a alta dos preços da soja tornaram o cenário indefinido. Outro fator, diz ele, é a quebra da safra provocada pela estiagem, que vai reduzir a disponibilidade de recursos próprios para investimento no próximo ciclo.

Em relação ao plantio adensado, que está na fase inicial de colheita, Pinesso disse que os resultados são satisfatórios, pois mesmo com a produtividade abaixo da expectativa, os custos menores do sistema garantem rentabilidade. Ele acredita que a área de cultivo adensado em Mato Grosso deve passar dos 50 mil hectares, da atual safra, para 100 mil hectares no próximo ano.

Tags:
Fonte:
DCI

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário