Compras menores das indústrias já seguram os preços internos do algodão

Publicado em 14/09/2010 09:44
459 exibições
A alta interna no preço do algodão perdeu ritmo. Isso ocorre porque muitas indústrias, após o produto nacional ficar mais caro do que o importado na segunda quinzena de agosto, reduziram as compras internas.

A atitude das empresas surtiu efeito, apesar de a oferta mundial do produto estar bem restrita.

Além disso, houve uma melhora na oferta interna, segundo Lucilio Alves, pesquisador do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada).

O algodão, que chegou a R$ 2,27 por libra-peso na semana passada, foi negociado ontem a R$ 2,20, mostra o indicador de preços do Cepea.

Os produtores cederam muito pouco nas negociações, mas já aceitam prazo maior para pagamento, uma forma indireta de redução dos preços.

A alta interna do produto ocorre porque as contas internas não fecham. A produção não é suficiente para acompanhar o consumo e as exportações, que estão aquecidos.

Além disso, o mercado externo continua aquecido e com preços elevados, devido à forte demanda e à redução de oferta nas principais regiões produtoras. O primeiro contrato foi a US$ 0,92 por libra-peso ontem na Bolsa de commodities de Nova York, 55% mais do que há um ano.
Tags:
Fonte: Folha de São Paulo

Nenhum comentário