Algodão: Indústria têxtil da Índia teme falta da fibra e pede adiamento das exportações

Publicado em 28/09/2010 12:16
626 exibições

 

O Ministério Têxtil da Índia propôs hoje restringir os embarques de algodão em 5,5 milhões de fardos de 170 quilos cada, aproximadamente 1,2 milhões de toneladas no próximo ano comercial que começa em 1º de outubro. Mas, um painel ministerial do país decidiu a pouco autorizar os embarques a partir de 1º de novembro.

<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 

Como o país é o segundo maior exportador da fibra no mundo, a indústria têxtil pressiona o Governo para que adie os embarques da fibra até janeiro para garantir que não haja um déficit local de ofertas, uma vez a Índia enfrentou perdas devido a incidências climáticas.

 

A colheita da nova safra doméstica de algodão começou neste mês. O ministério informou também que pretende manter uma tarifa de exportação de 2.500 rupias por tonelada em 2010/11.

Tags:
Fonte: Redação NA

Nenhum comentário