Desenvolvimento das lavouras de algodão é considerado bom no MT

Publicado em 08/04/2011 08:23 365 exibições
Primeira safra plantada este ano já está florescendo. Produtores torcem para que o preço se mantenha em alta.
A chuva tem atrapalhado o manejo do algodão em Mato Grosso. Está mais difícil controlar pragas e doenças, mesmo assim, as lavouras estão se desenvolvendo bem. Os produtores torcem, agora, para que o preço se mantenha em alta até a hora da colheita.

A primeira safra de algodão plantada este ano em Mato Grosso já está florescendo. Mesmo com o período de chuva maior, o produtor não encontrou nenhum contratempo.

A preocupação é com relação ao controle de pragas. A chuva em excesso faz o efeito dos inseticidas durar menos. Além disso, com a alta da umidade, a maçã do algodão acaba se estragando. “A parte vegetativa dele está melhor que o ano passado, em função da chuva, o algodão vegeta muito bem. A parte reprodutiva é que foi afetada um pouco. As maçãs estão abortando e já começaram a apodrecer”, disse o produtor Ítor Silvio Cherubini,

Mato Grosso é o maior produtor de algodão do Brasil. A colheita deve começar em junho.

Este ano, por causa da elevação no preço do produto, a produção aumentou em todo o país. De acordo com dados da Conab, o estado deverá ter aumento de 65% na área plantada. Com os altos preços, grande parte dos produtores já vendeu pelo menos 60% da safra. O preço da arroba do algodão está em torno de R$ 50, alta de 25% em relação ao mesmo período do ano passado. “O preço já está alto e esperamos que ele permaneça assim até a época da colheita”.

José Dolphine plantou 400 hectares a mais neste ano e está otimista. “Temos a expectativa de que possamos vender por um preço melhor e fazer uma média dentro dos padrões que cubram os custos”.

Tags:
Fonte:
Globo Rural

0 comentário