Embrapa lança duas cultivares de algodão para Bahia

Publicado em 11/08/2011 09:43 477 exibições
O estado da Bahia, na safra 2010/2011, bateu recorde de produtividade na cultura do algodão, tendo alcançado 260 arrobas por hectare numa área de cultivo de 400 mil hectares e poderá chegar a mais de 300 arrobas na próxima safra. No ano de 1998, a produtividade do algodão do Oeste do Estado não passava de 180 arrobas por hectare. O algodão encontrou na Bahia condições de solo e clima que favorecem essa cultura com alto rendimento e qualidade, o que inclusive tem atraído indústrias têxteis para a região.

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, lançou duas novas cultivares de algodão que poderão contribuir ainda mais para sucesso da cotonicultura nesse Estado. A Embrapa Algodão, em parceria com a Fundação Bahia, desenvolveu as cultivares BRS 335 e a BRS 336. A primeira se destaca pela alta produtividade, porte e ciclo médios e a segunda, pelo porte médio e pela qualidade da fibra.

A BRS 335 possui porte médio, atingindo de 1,1 m a 1,2 m de altura, com a aplicação de regulador de crescimento. Em altitude próxima a 700 m, o surgimento da primeira flor ocorre entre 50 e 55 dias após a emergência das plântulas; e a abertura da primeira maçã ocorre entre 105 e 115 dias. Nessas condições e com o uso de desfolhante e promotor de abertura de maçãs, a colheita é prevista para um período de 150 a 170 dias.

A época de semeadura da BRS 335 é do dia 1° a 30 de dezembro. O plantio é feito com espaçamento de 0,76 m entre fileiras e densidade de 7 a 8 plantas por metro. Além de ciclo e porte médios, outras características da BRS 335 são a elevada produtividade de fibra e a resistência à mancha angular – doença de grande importância econômica no país, pois não é controlada por produtos químicos e cujo controle depende da utilização de variedades resistentes e da qualidade fitossanitária das sementes. A produtividade de algodão em pluma dessa cultivar é de 2.067 quilos por hectare. A cultivar é recomendada para o Cerrado do Estado da Bahia.

A BRS 336 possui porte médio, atingindo de 1,15 m a 1,25 m de altura mediante a aplicação de regulador de crescimento. Em uma altitude próxima a 700 m, o surgimento da primeira flor ocorre entre 60 e 65 dias após a emergência de plântulas, e a abertura da primeira maçã ocorre entre 110 e 120 dias. Com o uso de desfolhante e promotor de abertura de maçãs, a colheita é estimada entre 170 e 180 dias.

A época de plantio da BRS 336 é de 15 de novembro a 30 de dezembro (Cerrado). A principal característica da BRS 336 é a alta qualidade da fibra, cujo comprimento pode variar de 32 a 34 mm. Também se destaca a resistência dos fios, outra característica exigida pela indústria têxtil. A produtividade de algodão em pluma é cerca de 1.530 quilos por hectare. A cultivar é indicada para os estados da Bahia, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Maranhão, Piauí e Rondônia.

INFORMAÇÕES SOBRE AQUISIÇÃO DE SEMENTES
Unidade de Produção da Embrapa Transferência de Tecnologia em Brasília
Estrada Parque Contorno Taguatinga/Gama Km 03
Fazenda Sucupira - Caixa Postal 6840
CEP: 71.720.971 - Brasília-DF
Fone: (61) 3333-7878
E-mail: [email protected]

Tags:
Fonte:
Embrapa

0 comentário