Apresentado estudo sobre o uso de biodiesel com benefício ambiental

Publicado em 17/10/2013 08:27
3426 exibições

Os participantes da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Oleaginosas e Biodiesel estiveram reunidos nessa quarta-feira, 16 de setembro, em Brasília. O principal assunto abordado foi a apresentação do relatório final sobre os benefícios ambientais do uso de biodiesel pelo grupo temático da Câmara.
Leonardo Botelho Zílio, um dos coordenadores do estudo relatou que, apesar de recente, o setor do biodiesel já dissemina para toda a sociedade diversos benefícios, entre eles o de cunho ambiental. O sebo bovino e o óleo de cozinha usado são matérias-primas que contribuem significativamente para a produção desse biocombustível.

“Percebe-se, por intermédio da produção e do uso do biodiesel no Brasil, melhorias sensíveis na qualidade do ar respirado nos centros urbanos, bem como nas emissões de gases de efeito estufa. A emissão de materiais particulados e outras substâncias malignas à saúde do ser humano também são reduzidas”, ressalta Zílio.

Estima-se que, no caso da qualidade do ar respirado, haja uma diminuição das emissões da ordem de 70% quando considerado o ciclo de vida do biodiesel puro, enquanto que na emissão de gases de efeito estufa, percebe-se sensível melhoria na qualidade do ar das grandes cidades em virtude da redução de envios de materiais particulados, hidrocarbonetos e monóxido de carbono à atmosfera.

Dependendo do percentual de mistura em análise, a mitigação de tais emissões pode chegar a 20% em relação ao diesel mineral, sendo um potencial efeito redutor de mortalidade, internações e tratamentos contra doenças diretamente ligadas à má qualidade do ar respirado.

Atualmente, mais de 400 milhões de quilos de sebo são utilizados na fabricação de biodiesel, algo que representa quase 20% da produção doméstica total. Já no caso do óleo de fritura, se mantido o ritmo de crescimento em relação a 2012, estima-se que sejam produzidos mais de 35 milhões de litros do biocombustível a partir dessa fonte em 2013.

Para o coordenador-geral de Agroenergia da Secretaria de Produção e Agroenergia do Ministério da Agricultura, João Abreu, a evolução do Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel (PNPB) vem proporcionando a conquista de benefícios por toda a sociedade brasileira. “Do ponto de social e econômico, os benefícios já eram conhecidos. Faltava ainda um estudo que ressaltasse as vantagens ambientais. Este trabalho veio suprir esta lacuna”.

Fonte: Mapa

Nenhum comentário