Apesar das chuvas previstas para a semana que vem no RS, a seca continua inclemente no Estado

Publicado em 19/01/2012 02:04 e atualizado em 10/09/2013 17:04 717 exibições

La Niña, este ano, produz estragos formidáveis nas lavouras da Argentina, Paraguai, RS e partes de Santa Catarina (oeste), Paraná (oeste) e Mato Grosso (sul).

- O Paraguai, quinto maior produtor mundial de soja, avisou que a safra deste ano será 3 milhões de toneladas menor do que a do ano passado, devendo alcançar 5,3 milhões de toneladas. 

Mesmo sem provas, governo gaúcho ataca publicamente a Doux Frangosul

- Fizesse na França o que faz no RS, metade da direção da Doux já estaria na cadeia.


É inédita a decisão do governo gaúcho de pedir ao Ministério Público Federal que investigue a empresa Doux Frangosul,  porque suspeita de dois crimes:

1) Fraude contábil, o que quer dizer fraude fiscal.

2) Remessa ilegal de dinheiro para a matriz na França.

. O governo não tem provas do que afirmou. Ele apenas reverberou boatos e denúncias sem comprovação, que recorrentemente partem de sindicalistas brasileiros e franceses. 

- É curioso que a autoridade mais irritada é um empresário, o ex-presidente da Federasul, Mauro Knijnik, secretário de Desenvolvimento. Ele tentou conversar com a Doux, que tem aplicado sucessivos calotes em seus sistemistas de frango e suíno, mas foi repelido. O governo tem sido cobrado não apenas por causa da crise social e econômica dos maus eventos produzidos pela Doux, mas porque beneficiou o grupo com grossas renúncias fiscais.

 

Seca: Famurs rejeita ajuda de R$ 52 mil e quer R$ 300 mil para cada município do RS

A Famurs (Federação dos Municípios do RS) acha muito pouco os R$ 52 mil que o governo estadual quer repassar para cada um dos 300 municípios que já decretaram situação de emergência em função da seca.

. “Queremos R$ 300 mil”, reclamou o presidente da Famurs, Mariovane Weiss, que é prefeito de São Borja. 

. Seriam R$ 90 milhões.

. Caso a pedida de Weiss seja aceita, o dinheiro sairia do governo estadual, ao contrário dos R$ 52 mil já garantidos, que é todo dinheiro do governo federal. 

. O valor não é alto.

. Mais do que isto, o governador Tarso Genro acaba de destinar para os hospitais filantrópicos (R$ 100 milhões).

. O presidente da Famurs avisou que o prazo para cadastramento de documentos e assinatura de convênios encerrará nesta quarta-feira. O dinheiro será liberado dentro de uma semana. 

- O município decreta situação de emergência quando constata que 20% da sua economia foi prejudicada. Quando o número fica maior, a situação vai para estado de calamidade pública.  

 

Entrevista: Mariovane Weiss, presidente da Famurs.

O governo estadual precisa entregar R$ 300 mil para cada município prejudicado com a seca.

O governo gaúcho quer dar R$ 52 mil para cada um dos 300 municípios em estado de emergência por causa da seca.

É pouco. Queremos R$ 300 mil para cada um.

De onde sairá tudo isto ?

Os R$ 52 mil nem são do governo estadual, mas do governo federal. É só acrescentar mais R$ 250 mil. Dará menos do que o governo passou aos hospitais filantrópicos.

A seca acabou ?

Não é a previsão. Aquilo que está perdido, está perdido. Nesses 300 municípios, 20% da economia foi para o ralo, o que garantiu a expedição dos decretos. Se piorar, teremos que ir para a calamidade pública. 

Como está a sua cidade, São Borja ?

Assinei o decreto nesta segunda-feira.

 

O petróleo do Pré-Sal existe mesmo ou tudo não passa de um conto do vigário??!!

* Artigo de Maurício Pinheiro, SP, para esta página ([email protected])

O ex-diretor de Gás e Energia da Petrobrás,  Ildo Sauer, autor da explosiva entrevista publicada na revista da Adusp (“O ato mais entreguista da história foi o leilão do petróleo para o Eike) é simplória.  

. Sobre o Pré-Sal, recomendo a leitura dos editoriais do jornalista  Norman Gall no Estadão ou no site do  Instituto FHC. É um projeto que visa retirar petróleo de 5 a 7.000 metros de profundidade para o qual ainda não existe tecnologia adequada, certificada. Pela distancia da terra, entre 280 e 320 quilômetros da costa, necessita de gigantesco investimento, tanto em sondas (120 furos para certificar um poço economicamente viável e uma jazida) plataformas, planta de utilidades de apoio, verdadeiras  usinas elétricas flutuantes em alto mar, navios-tanques gigantescos (não os do tipo do João Cândido), árvores de exploração submarinas a mais de 5.000 metros e outras facilidades. O pessoal deverá ficar em hotéis flutuantes,  pois precisará trabalhar em escala de 24 horas por dia, como funciona uma refinaria. Como se sabe, os helicópteros não possuem  capacidade para carregar tanta gente nem tanta carga a essas distâncias, pois o percurso estaria fora da sua autonomia de vôo.

. O Pré-Sal precisa de de US$ 600 bilhões na frente, dinheiro que só voltaria a render em 2020, data prevista para o início da produção em escala

. As Empresas americanas que são sócias da Petrobras, já sabiam desse petróleo há muito tempo, pois estão juntas com a Petrocabide em todos os poços que temos e nunca se interessaram em perfurar nessa profundidade. 

. É possível imaginar que uma empresa brasuca, estatal, sem nenhum expertise igual ao que tem as 7 Irmãs, fará o que elas não fizeram ?

. O cheiro é de jogada maluca de um Partido, o PT. 

. O único poço que alcançou essa área, entrou este ano em testes de viabilidade comercial e delimitação de vazão, que deverá terminar em 12 meses, para saber se vale a pena pela qualidade e pela vazão do petróleo a explorá-lo.

. De resto, 60% da nossa produção saem  de um poço descoberto nos anos 90, Marlim, e outro, na bacia de Campos. 

. Ildo Sauer não sabe disso ou não não é do se interesse registrar.

. Entramos numa Petropaulo  gigantesca que vai detonar o País, principalmente se a crise for muito mais extensa do que se prevê.

- A propósito: onde estão os bilhões que a China ia emprestar ao Brasil, garantindo-se com uma espécie de recebíveis em petróleo do Pré-Sal ? Foi um dos falsos anúncios feitos por Lula para ajudar a eleger Dilma Roussef.

Tags:
Fonte:
Blog Polibio Braga (RS)

0 comentário