Vai chover no RS, a estiagem continua e os prejuízos com a seca saem da agenda

Publicado em 25/01/2012 03:17 e atualizado em 10/09/2013 16:50 891 exibições

Há previsão de boas chuvas a partir desta quarta-feira no RS. É uma boa notícia para a safra de verão (arroz, milho e soja, que são os que importam) mas nada superará as perdas já cristalizadas no campo.

. Que vão a mais de R$ 17 bilhões. 

. É notável que o problema da estiagem esteja saindo da pauta dos governos e da mídia, justamente no momento em que mais e mais municípios decretam estado de emergência. 

. No Piratini, as prioridades são os aumentos salariais, a previdência pública e a vistoria de carros, assuntos estritamente ligados aos interesses corporativos e arrecadatórios, pelo menos nos horários em que o governo nãos e ocupa de tratar a doce e cocada a escumalha da esquerda global reunida no Fórum Social Mundial.

. Só quem parece insistir em aprofundar o debate sobre a estiagem é o deputado Luis Carlos Heinze, PP, que tenta “vender” seu plano de investir dinheiro público e privado para elevar para três milhões de hectares o total de terras irrigadas, num plano de dez anos. No momento, o RS irriga apenas 70 mil hectares. O Brasil possui um milhão de hectares sob irrigação. 

CLIQUE AQUI para ler a proposta de Heinze.

FMI revê para mais baixo o crescimento do PIB no Brasil

- A seca no RS, que já provocou 30% de perdas nas safras de verão (milho, soja e arroz), reduzirá enormemente a projeção que se tinha para o PIB do Estado (5%).

. O Fundo Monetário Internacional (FMI) revisou para 3% a previsão de crescimento do Brasil em 2012. No último prognóstico, em setembro, o fundo previa alta de 3,6% no Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. A projeção de crescimento para a economia mundial em 2012 também foi revisada para baixo, para 3,3%, ante 4%. Os dados estão no relatório Perspectivas Econômicas Mundiais, divulgado nesta terça-feira.

. A previsão do FMI para o PIB do Brasil é ainda abaixo do prognóstico do mercado, de alta de 3,27% em 2012, segundo o último boletim Focus 

Jerônimo Gorgen vai a Brasília para discutir mudança no ministério das Cidades

A nova carga de denúncias publicadas nesta terça-feira (leia abaixo) contra o Ministro das Cidades, azedou de vez a situação dele no governo Dilma Rousseff. 

. Mário Negromonte sairá até o final da semana do cargo.

. As bancadas do PP na Câmara e no Senado chamaram seus principais líderes nos Estados para tratar da sucessão do Ministro. O Deputado Jerônimo Gorgen, que há bastante tempo pede a substituição do Ministro, já está em Brasília.

Nova bandalheira envolve PCdoB e ministério dos Esportes. Sumiram R$ 2,4 milhões.

O PCdoB, Partido que no RS tem como líder principal a deputada Manuela D'Ávila, está novamente nas páginas policiais, e de novo tendo o ministério dos Esportes como centro de malfeitorias denunciadas. Leia a reportagem a seguir do site UOL desta terça-feira:

A Polícia Federal está investigando o sumiço de R$ 2,4 milhões de verbas do programa Pintando a Cidadania, do Ministério do Esporte, repassados à ONG "Instituto Cidade", de Juiz de Fora (MG), para a produção de materiais esportivos, como bolas, camisas e redes de vôlei. A ONG mineira terceirizou os serviços contratando uma cooperativa local para produzir os materiais.

. Atualmente, as atividades do Instituto Cidade estão paralisadas.

Tags:
Fonte:
Blog Polibio Braga

0 comentário