Seca na safra de verão já mostra seu lado perverso na arrecadação estadual do RS

Publicado em 06/05/2012 19:29 e atualizado em 06/09/2013 14:54 466 exibições
por Polibio Braga

Como o editor já vinha advertindo desde as primeiras notícias sobre a seca devastadora que cortou pela metade a safra de grãos deste verão, os maus efeitos sobre a economia gaúcha começam mesmo a aparecer nos números sobre a arrecadação estadual.

. O problema foi agravado com a desaceleração da indústria, que por si só já resultou em perdas de arrecadação em Estados como São Paulo, Minas e Santa Catarina.

. No primeiro trimestre, a receita do ICMS do RS foi a R$ 7,2 bilhões, crescimento nominal de 9,9% sobre o mesmo período do ano passado, mas 2,2% aquém das projeções do governo.

. O governo gaúcho parece não perceber o que está acontecendo, porque prossegue administrando como se estivesse com o caixa cheio de dinheiro, sem anunciar um só programa de austeridade fiscal.

. Até pelo contrário.

. Com menos receitas e mais gastos, o governo avança cada vez mais sobre os recursos do caixa único e aposta no aporte de dinheiro do governo federal, o que já aconteceu no caso da CEEE.

- Enfadado com os cálculos que fazem seus técnicos, o governador Tarso Genro enfrenta neste momento nova viagem de 10 dias pelo exterior, cumprindo uma agenda dominada por compromissos políticos que nada têm a ver com a administração estadual.

 

Agco avisa que terá fábrica também na Argentina. Ele enxerga problemas mais adiante no RS

Sem perspectiva de que os argentinos voltem aos tempos de licenças automáticas, a Agco avisou que suas quatro fábricas gaúchas poderão ter problemas. Elas respondem por 60% da produção latinoamericana de tratores, colheitadeiras e plantadeiras do grupo.

. A Agco resolveu fabricar tratores Massey e Valtra na Argentina, para atender o mercado local.

 

JBS confirma aluguel e fica com opção de compra da Doux Frangosul

- O presidente da JBS, Uesley Batista, afirmou que os deputados Marco Maia e Paulo Ferreira, PT, foram os padrinhos para que o negócio pudesse se concretizar. Os dois deputados vieram ao RS para prestigiar os atos.

Após meses de sucessivos rumores e desmentidos, a JBS confirmou nesta sexta-feira  a aquisição das operações da Doux Frangosul, que tem sede em Montenegro e plantas também em Caxias do Sul e Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, e Caarapó, no Mato Grosso do Sul.

. A operação põe fim a uma crise que começou no início de 2009, com atrasos nos pagamentos aos criadores integrados de aves e de suínos, falhas recorrentes no fornecimento de ração para os animais e, mais recentemente, suspensão de parte da produção da empresa.

. Segundo o Valor apurou, a JBS deve confirmar a aquisição de todas as operações da multinacional francesa no país.

. Sem solução para a crise, em fevereiro a Doux havia suspendido a produção de embutidos e empanados, reduzido os abates de suínos e aves e colocado parte dos funcionários em férias coletivas no Rio Grande do Sul.

- Conforme o último balanço publicado pela empresa, referente a 2010, a receita bruta havia caído 12% ante 2009, para R$ 1,5 bilhão. O endividamento financeiro somava R$ 570,7 milhões, entre empréstimos e adiantamentos de contratos de câmbio, ante caixa de R$ 31,5 milhões. A empresa devia ainda mais R$ 250,6 milhões para fornecedores.

Tags:
Fonte:
Blog Polibio Braga

0 comentário