Bolsa Lula: Herdeira de banco suiço doa meio milhão para ex-presidente petista

Publicado em 11/08/2017 14:11 e atualizado em 12/08/2017 12:22
2461 exibições
por RODRIGO CONSTANTINO

Se Luiz Inácio Lula da Silva é visto como o pai do Bolsa Família, ela quer ser a mãe do “Bolsa Lula”.

Herdeira da família fundadora do banco Credit Suisse, Roberta Luchsinger, 32, decidiu lançar um movimento de apoio financeiro ao ex-presidente, que teve quase R$ 10 milhões em planos de previdência e contas bancárias bloqueados a pedido do juiz Sergio Moro.

A neta do suíço Peter Paul Arnold Luchsinger abriu o bolso, o closet e o cofre para fazer uma doação pessoal ao petista no valor de cerca de R$ 500 mil em dinheiro, joias e objetos de valor.

“Com o bloqueio dos bens de Lula, Moro tenta inviabilizá-lo tanto na política quanto pessoalmente. Vou fazer uma doação para que o presidente possa usar conforme as necessidades dele”, diz Roberta.

Ela saca da bolsa Hermés um cheque ao portador no valor de 28 mil francos suíços (cerca de R$ 91 mil), mesada que recebia do avô morto em 8 de julho, aos 92 anos.

“Foi o último cheque que recebi dele e vou repassar integralmente ao Lula. Agora, já podem dizer que ele tinha conta na Suíça, aquela que os procuradores da Lava Jato tanto procuraram e não acharam”, ironiza Roberta.

[…]

Dona de uma agenda de contatos políticos de todos os matizes ideológicos, Roberta pretende se lançar candidata a deputada estadual na eleição de 2018 pelo PCdoB (Partido Comunista do Brasil).

Ela se filiou ao partido ao se casar em 2009 com Protógenes Queiroz. Ex-deputado pela legenda, ele hoje se encontra em asilo político na Suíça para escapar da prisão após ser condenado por violação do sigilo no comando da Operação Satiagraha.

O que comentar sobre isso? Nada muito novo aqui. Em Esquerda Caviar eu já havia colocado como uma das origens do fenômeno os herdeiros culpados. Não foram eles que construíram a fortuna, não sabem como é difícil fazer dinheiro de forma legítima, mas sabem como é fácil torrá-lo!  Escrevi:

Em um país que culturalmente condena o lucro e enxerga a economia como um jogo de soma zero, onde José, para ficar rico, precisa tirar de João, o sucesso acaba sendo uma “ofensa pessoal”, como disse Tom Jobim. Essa visão é um prato cheio para produzir uma elite culpada e desesperada para pregar aos quatro ventos as “maravilhas” do socialismo.           

Por isso vemos cineastas herdeiros de banco fazendo filmes que enaltecem guerrilheiros comunistas. Por isso vemos filhos de grandes escritores lambendo as botas de tiranetes latino-americanos. Imagem é tudo. E estas pobres almas acreditam que, ao louvarem a ideologia que quer destruí-los, conquistarão a fama de abnegados e descolados. Como é fácil falar que o capitalismo não presta quando se é milionário!

Alguns dos mais destacados ícones da esquerda festiva são herdeiros de fortunas. Nos Estados Unidos, Corliss Lamont, por exemplo, foi uma das vozes que reproduziram mentiras sobre a União Soviética na década de 1930. Lamont visitou o país algumas vezes e chegou a escrever um livro, Russia Day by Day, enaltecendo o regime e ocultando suas desgraças.

Suas palavras finais no texto diziam que o século XX pertenceria à União Soviética, e que ninguém seriamente interessado no progresso do espírito humano poderia se dar ao luxo de perder a experiência de visitar esse “paraíso”. Lamont era filho de um dos sócios do J.P. Morgan, o mais famoso banco na época.

Outro igualmente empolgado com o comunismo foi Frederick Vanderbilt Field. Como o nome do meio já diz, Fred Field era herdeiro do magnata Cornelius Vanderbuilt, e foi um grande financiador de publicações e organizações comunistas. Esses exemplos podem ser multiplicados aos milhares.

Mas o principal exemplo é, sem dúvida, a Fundação Ford. Criada em 1936 por Edsel, filho de Henry Ford, distribui recursos por todas as causas de “justiça social”, “ambientais” e em defesa das “minorias”. Ou seja, as bandeiras esquerdistas. E que recursos!

Possui mais de US$ 10 bilhões em ativos, e desembolsa mais de US$ 400 milhões por ano. É difícil encontrar uma ONG importante de esquerda que não tenha a impressão digital da fundação, especialmente nos países em desenvolvimento. O antissemitismo, que já estava presente no próprio Ford (a ponto de merecer elogios de Hitler em Mein Kampf), também é outra marca da fundação.

[…]

Aquilo que vem fácil não tem tanto valor. “Easy come, easy go”. Tantas vezes criados por pais ausentes, ocupados demais na construção de seus impérios, esses herdeiros acabaram repletos de mimos como compensação. Esses pais, no afã de oferecer aos seus rebentos tudo aquilo que não tiveram em suas infâncias sofridas, exageram na dose e não conseguem incutir os limites necessários para que seus filhos possam amadurecer.

Pois é, nada novo aqui, como podemos ver. O fato de essa herdeira se filiar ao PCdoB comunista também não deve ser surpresa. Alguém resumiu bem: “Tem o perfil correto para se filiar ao partidão. Nunca trabalhou na vida, sempre viveu às custas do avô que sabe-se lá como ficou rico. A distinta apenas prova que fazer fortuna é mais fácil do que fazer a diferença. Como diz o ditado, tem algumas pessoas que são tão pobres, que a única coisa que têm é dinheiro”.

Só pelo fato de ter se encantado por alguém como Protógenes Queiroz mostra como sua educação moral não foi das mais rigorosas. Patricinha tentando chamar a atenção, enfrentar o tédio, sentir-se engajada e descolada? Será que ela se olha no espelho e se acha uma pessoa melhor, apesar de seus milhões e seu estilo de vida, só por doar dinheiro para um marginal milionário como Lula? Fez algo contra a igualdade assim? Ou foi pura jogada de marketing, e ela pensou que essa grana era um bom investimento de campanha?

Oportunismo pérfido ou culpa alienada são sempre causas possíveis para esse tipo de fenômeno. O que mais tem no mundo é rico bancando a esquerda! Aliás, difícil mesmo é o rico bancar movimentos liberais. O socialismo do PSOL, por exemplo, é modinha nas zonas ricas do Rio e de São Paulo. Essa gente só não chega no povão, aquele que diz defender. Termino com dois vídeos sobre como ricos financiam a esquerda, mostrando que a culpa é, sim, das elites:

Quem cria riqueza de forma lícita, competindo no livre mercado, produzindo bens e serviços demandados pelos consumidores, enfrentando a concorrência, estimulando os funcionários, ultrapassando os obstáculos criados pelo governo, como impostos elevados e burocracia, entende o VALOR do dinheiro. Quem simplesmente o ganha de mão beijada ou de forma ilegal, com propinas ou esquemas com o governo, acha que dinheiro brota do solo ou cai do céu, e ainda julga charmoso bancar comunistas…

Rodrigo Constantino

Governo vai contrastar (comparar) Temer com Lula e Dilma

Coluna do Estadão -- 

O governo vai mudar sua estratégia de comunicação digital para tentar aumentar a popularidade do presidente Michel Temer. A nova equipe de publicitários quer permitir o acesso a todas as páginas online dos órgãos públicos por meio de um portal e oferecerá uma comparação dos dados da sua gestão com os governos Dilma/Lula. “O objetivo é não falar somente com os convertidos nem com as ‘gangues cibernéticas’ oposicionistas, mas com toda a sociedade”, diz o marqueteiro Elsinho Mouco, que apresenta a proposta quarta para Temer. 

É guerra. Os posts do Palácio do Planalto, se aprovada a nova estratégia de comunicação, virão acompanhados da #pareEcompare para marcar as diferenças entre a gestão Temer e o governo anterior. 

Ele fica. O marqueteiro aposta que o presidente é “o maior ativo de comunicação digital” do governo e nega que irá escondê-lo. “Vamos ter mais presidente. Não nos baseamos por pesquisa de bom/ótimo”.

‘Vou ganhar e fazer a regulação da imprensa (censurar)’, diz Lula em evento na UFRJ

RIO  - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva prometeu nesta sexta-feira, 11, que, se voltar à Presidência da República, fará a regulação legal dos órgãos de imprensa. Lula também fez duras críticas à Operação Lava Jato, ao juiz Sérgio Moro e disse que não irá “morrer antes de voltar a governar o País”. As declarações foram dadas em evento na noite desta sexta, na Faculdade Nacional de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

“Eles têm que saber que têm que trabalhar muito para não deixar que eu volte a ser candidato. Se eu for candidato, vou ganhar e fazer a regulação dos órgãos de imprensa”, disse o ex-presidente ao lado da presidente cassada Dilma Rousseff.

Lula e Dilma participam de evento na Faculdade de Direito da UFRJJunto com Dilma Rousseff, Lula participou de evento na Faculdade de Direito da URFJ Foto: Wilton Junior/ Estadão
O discurso de cerca de meia hora foi feito para uma plateia de estudantes, professores, políticos e militantes de esquerda. A data desta sexta, 11 de agosto, celebrou a criação dos cursos jurídicos no Brasil.

Advogado. Lula também afirmou que quem “deu o golpe” é um advogado com sustentação da imprensa, em referência ao presidente Michel Temer (PMDB). 

“Nós não estamos vivendo num estado de direito”, afirmou, sob aplausos. Sobre as pedaladas fiscais, que levaram ao impeachment de Dilma, afirmou serem uma prática comum no Brasil e em vários países. “Isso nunca foi considerado crime.”

O ex-presidente também declarou que a Lava Jato não é uma operação judicial. “Quem compõe a força-tarefa é um partido político.” Para ele, a Petrobrás e a indústria naval estão sendo destruídas nesse processo.

Lula também fez críticas à sua condenação pelo juiz Sérgio Moro no caso do triplex do Guarujá. O petista disse que não tem que provar a sua inocência. “Eles é que têm que provar a minha culpa. (...) A única coisa que posso oferecer a vocês é a minha inocência”, afirmou. 

O petista é alvo de seis ações penais – três delas relativas à Lava Jato. No caso do triplex ele foi sentenciado a 9 anos e 6 meses de prisão

Liberdade. Ainda em referência a Moro, o ex-presidente disse que nenhum réu pode estar acima da lei, mas nenhum juiz também está acima dela. “Tenho consciência que o Moro não é mais honesto que eu e que nenhum procurador ou delegado é mais honesto do que eu.”

Para encerrar o discurso, bastante exaltado, Lula recorreu aos versos iniciais do Hino da Proclamação da República e comparou a uma frase muito repetida durante o evento: “Ao invés do ‘Fora, Temer’, temos que gritar ‘liberdade, liberdade, abra as asas sobre nós’”, afirmou. “É o que nós estamos precisando neste País”, concluiu.

Dilma afirmou que o debate sobre as regras para a eleição de 2018 fazem parte do “segundo tempo” do “golpe de Estado” de que disse ter sido vítima. “Eles não podem dar o golpe e deixar que em 2018 volte tudo atrás.

O evento na Faculdade de Direito da UFRJ foi chamado de Ato pela Reconstrução do Estado Democrático e de Direito.

Bloqueio de bens de Lula mira recuperar ‘produto do crime’, diz Procuradoria

A Procuradoria Regional da República da 4.ª Região afirmou ao Tribunal Federal da 4.ª Região (TRF4) que o confisco de bens do ex-presidente Lula é ‘absolutamente legal’. O parecer foi dado em mandado de segurança da defesa de Lula na 2.ª instância contra o bloqueio decretado pelo juiz Sérgio Moro, da Operação Lava Jato.

Documento

“A decisão combatida decretou o sequestro dos bens do ex-presidente para recuperação do produto do crime e o arresto dos mesmos para garantir a reparação dos danos”, afirmou o procurador regional da República Mauricio Gotardo Gerum.

 

Por ordem de Moro, em 14 de julho, o Banco Central bloqueou R$ 660 mil, três apartamentos e um terreno, todos os imóveis em São Bernardo do Campo, Grande São Paulo, e também dois veículos do petista. O ex-presidente sofreu, ainda, o embargo de aplicações na previdência no montante de R$ 9 milhões.

PF vai aplicar delação até Supremo decidir, avisa diretor

+ OUÇA: Em áudio, mulher de Joesley se dispõe a depor por delatado da JBS

Moro põe Lula no banco dos réus mais uma vez, agora pelo sítio de Atibaia

A decisão de Moro atendeu pedido do Ministério Público Federal. O confisco foi determinado dois dias após o magistrado condenar Lula a 9 anos e seis meses de prisão, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso trIplex.

A sentença apontou que Lula recebeu propinas da OAS – originadas de contratos da Petrobrás – em reformas e melhorias no apartamento.

Em 20 de julho, a defesa de Lula entrou com mandado de segurança no TRF4 contra o bloqueio de bens do petista. Todos os atos do juiz Moro são submetidos ao crivo da 8.ª Turma da Corte federal, composta por três desembargadores.

O mandado de segurança do ex-presidente tem pedido de liminar. A defesa quer ‘o levantamento de todas as medidas assecuratórias’ decretadas por Moro.

O advogado Cristiano Zanin Martins, que defende Lula, alegou que ‘somente a Petrobrás, vítima do delito, é legitimada para requerer o arresto a assegurar o cumprimento da sentença’.

O defensor argumentou que ‘o Ministério Público é parte ilegítima para requerer a medida assecuratória de arresto’ e que não havia ‘qualquer indício de dilapidação de patrimônio’.

No parecer, o procurador Mauricio Gotardo Gerum afirma que ‘possui legitimidade o Ministério Público Federal para requerer a reparação dos danos causados pela infração penal e a fixação do valor mínimo a esse título na sentença da ação penal’.

O procurador sustenta. “As medidas constritivas foram decretadas com duplo fundamento, ‘para garantir o confisco dos bens substitutivos na forma do artigo 91, § 1º e § 2º, do Código Penal, ou para garantir a reparação dos danos decorrentes do crime’”.

“Em ambos os casos não se faz necessário que os bens tenham origem ilícita para que sejam constritos, sendo, portanto, absolutamente legal a decretação das medidas.”

Tags:
Fonte: Blog Rodrigo Constantino

6 comentários

  • Rodrigo Polo Pires Balneário Camboriú - SC

    Merece destaque o fato de Lula ter sido aplaudido na universidade do RJ quando disse que vai regular a mídia. Quem lembra do projeto denominado conselho de jornalismo? Do projeto dos direitos humanos? Pois é, Lula tem o dominio nas universidades, tem o dominio na academia, tem o dominio no meio artistico... e a campanha já começou. Enquanto debatemos João Dória, Bolsonaro, o PT avança com o apoio dos parlamentares, que fingem ser contra o projeto petista de poder, ao mesmo tempo que aprovam o "distritão", com o amparo de quase 4 bilhões para o fundo partidário, tudo isso com o apoio da elite, com o apoio da bancada ruralista que quer permanecer no poder a qualquer custo. Literalmente acabou a lava jato, ninguém mais vai para a cadeia, é a vitória dos criminosos. Hoje sai o déficit do governo, ainda sem solução. O país está literalmente quebrado, pagando quase 400 bilhões de juros por ano, pagamento feito com mais endividamento. Ninguém percebeu ainda, mas o volta Lula já está sendo preparado com o apoio do congresso nacional, onde não só a classe politica será salva, como também esses mesmos politicos se perpetuarão no poder. Por isso Renan Calheiros anda rindo a toa com a sua turma, eles não vão sair do poder, e tudo isso está sendo feito com a ajuda do PSDB e também da famosa bancada ruralista.

    2
    • SERGIO F. BECKERUMUARAMA - PR

      E se realmente o lula voltar , o que fazer???, ir embora do país, pois ao que me parece o direito de propriedade estará com dias contados e o país inviabilizado ...

      3
  • Rodrigo Polo Pires Balneário Camboriú - SC

    Quando Lula diz que vai controlar a midia, ele está dizendo que vai controlar o que voce lê. o que voce pensa e finalmente controlar o que voce faz.

    0
  • Renato Archile Martini Cascavel - PR

    Será que esse dinheiro é doação, ou é do próprio luladrao???? Dessa gente pode se esperar tudo.

    3
  • marco antonio stahlschmidt Araquari - SC

    ......claramente vejo a depressao psicologica que vive esta mulher,... mau amada, sem marido,.... sem rumo na vida,... a angustia que ela vive e´tao destruidora, que esta´se agarrando em qualquer fio desencapado que aparece.... infelizmente nao sabe o que esta fazendo,... e o pior, nao tem ninguem por ela, para lhe abrir os olhos,... um dia vai se arrepender, e dizer que foi enganada, manipulada,etc.... ja´vi este filme varias vezes....

    3
  • João Alves da Fonseca Paracatu - MG

    Baita opinião, merece ser lida e relida, mas esta pobre (Roberta), assim como vários outros herdeiros de fortunas deveriam sim abrir mão do seu statuo quo e ao invés de fazer marketing pessoal, ir prestar algum serviço relevante à sociedade, uma vez que não precisam trabalhar pra sobreviver..., mas perguntem se eles querem isto????...Só que não... Saudações mineiras, uai!

    3
  • Rafael Mendes Araguari - MG

    Meu Deus a que ponto chegamos!!!!

    0