Onde está Lula? Escondido? Não quer foto ao lado de problemas?

Publicado em 25/11/2008 16:54 1017 exibições
Em qualquer país do mundo o Chefe de Governo estaria no local imediatamente. Aqui, Lula está em festas, recepções e tirando fotos com atletas, técnicos e artistas. Em qualquer país do mundo o chefe de governo estaria no local com o governador, sobrevoaria a área, destacaria representantes de ministérios para fazerem plantão no estado e apoiarem.

G1
Chega a 65 o número de mortos em SC

Chuva deixa mais de 44 mil fora de casa.
Oito municípios estão isolados.


“ADMINISTRANDO EM TEMPOS DE GRANDES MUDANÇAS”!

1. Em 1995, a Livraria Pioneira Editora publicou no Brasil o livro de Peter Drucker – "Administrando em Tempos de Grandes Mudanças". Um feriadão no meio desse turbilhão econômico levou este Ex-Blog a rever leituras que pudessem ajudar os gestores públicos e privados a enfrentar esse “inverno”. É um livro de 229 páginas, das quais foram destacados apenas alguns trechos. Comecemos pelo final, capítulo 24, Reinventando o Governo.

2. "O aperfeiçoamento contínuo e o benchmarking (comparar todos os anos, o desempenho de uma operação com o das demais, tornando-o padrão para o ano seguinte) são praticamente desconhecidos nos governos. São dois itens necessários." “Começar cortando pessoal é fazer a amputação antes do diagnóstico. O resultado é sempre uma incapacitação.”

3. “O ponto de partida é identificar as atividades que são produtivas, que devem ser fortalecidas, promovidas e expandidas. Todas as atividades devem ser confrontadas com as perguntas: ela ainda é correta? isto ainda vale a pena ser feito? Se não estivéssemos fazendo isto, nós começaríamos a fazer agora? Continuar com atividades que não iniciaríamos hoje é um desperdício. Elas devem ser abandonadas.”

4. Retornemos ao início. Na entrevista de introdução. “Há um enorme risco de estarmos avaliando a pessoa não em termos de desempenho, mas de credenciais. Cuidado com a meritocracia de mandarins. Vê-se credencialismo rastejante por toda a parte.” “Não se gerencia uma força de trabalho, mas indivíduos.” “Na organização tradicional a estrutura interna (o esqueleto) era uma combinação de posição e poder. Hoje a mistura deve ser de compreensão mútua e responsabilidade.”

5. No capítulo 1. “A cada três anos, uma organização deve questionar cada produto, cada serviço, cada política com a pergunta: se já não estivéssemos nisto, entraríamos agora?”

6. No capítulo 3 (os 5 pecados mortais nos negócios). “1) o culto às altas margens de lucro e do preço alto. 2) fixar o preço em função do que o mercado irá suportar. 3) fixar o preço em base aos custos. 4) sacrificar a oportunidade de amanhã no altar de ontem. 5. alimentar problemas e matar de fome as oportunidades.”

7. Capítulo 6 (seis regras para presidentes). “1) perguntar-se não o que quer, mas o que deve ser feito. Há uma lei da política americana pela qual o mundo sempre muda entre o dia da eleição e o da posse. 2) concentre-se, não se divida. A prioridade máxima do presidente tem de ser algo que precisa ser feito. Se ela não for altamente controversa, é provável que seja uma prioridade errada. 3) Nunca aposte que uma coisa é certa; sempre falha. 4) Um presidente eficaz não perde tempo ele mesmo administrando os detalhes. 5) um presidente não tem amigos na administração.”

8. Capítulo 8 (existem 3 tipos de equipe). “1) beisebol: Os jogadores jogam na equipe, mas não em equipe. Eles tem posições fixas que nunca deixam. 2) duplas de tênis: É uma equipe que toca num conjunto de jazz. A equipe de altos executivos que formam o gabinete da presidência. 3) a equipe de futebol: Mesmo tendo posições jogam uns com os outros; trabalham em paralelo.”

9. Harry Truman, ex-presidente, a John Kennedy, recém eleito: “Uma vez eleito, pare de fazer campanha.”


BANQUEIROS NOS EUA: AVALIAÇÃO CAI DE 35% EM 2007 PARA 23% SEMANA PASSADA!

Pesquisa Gallup anual sobre quem os americanos consideram honestos. Abaixo tabela apenas somando as avaliações alta+muito alta. Várias profissões despencaram. Quase todas com alguma articulação com a crise.

Enfermeiras 84% / Farmacêuticos 70% / Professores 65% / Médicos 64% / Líderes Religiosos 56% / Policiais 54% / Agentes Funerários 47% / Contadores 38% / Jornalistas 25% / Banqueiros 23% / Construtores 22% / Advogados 18% / Corretores de Imóveis 17% / Sindicalistas 14% / Executivos 12% / Congressistas 12% / Corretores da Bolsa 12% / Publicitários 10% / Vendedores de Carros 7% / Operadores de Telemarketing 5% / Lobistas 5%


PARA ENTENDER OS RESULTADOS DAS ELEIÇÕES VENEZUELANAS!

TalCual, 24.11.08- Trechos da análise de Teodoro Petkoff -editor geral.

Con los triunfos en Caracas, Miranda, Zulia, Nueva Esparta, Carabobo y Táchira, que reúnen un poco más de la mitad de la población venezolana y que son los centros económicos, culturales y políticos claves del país, la oposición ha dado un gran paso en el sentido de su fortalecimiento. Haber ganado en estos estados y en un gran número de alcaldías, ha sido una derrota de la prepotencia, de la arrogancia, del desprecio por los que opinan distinto, de la política entendida como agresión, insulto y ofensa al adversario. Chávez hizo anoche esfuerzos inauditos de manipulación para tratar de demostrar que los logros de la oposición no habían sido tales. La oposición ganó la capital de la República, y el estado de Miranda, en el cual la mitad de la capital está situada, que pasan a ser gobernadas por dirigentes de la oposición. Zulia, el estado más importante del país, continúa en las mismas manos de la oposición, y Maracaibo, la segunda ciudad del país, fue recuperada por la oposición.


OPOSIÇÃO VENCE ELEIÇÃO EM `PETARE` -FAVELA MAIS POBRE E VIOLENTA DE CARACAS E FEUDO DE CHÁVEZ!

EL PAÍS
El chavismo pierde entre los pobres

Decir Petare en Venezuela es como mentar el Bronx en Estados Unidos o las favelas de Ciudad de Dios en Río de Janeiro. No hay barrio más violento ni más poblado. El metro llega hasta el inicio de Petare pero después uno va subiendo por la calle principal y no deja de ver cerros y chabolas, montadas unas encima de otras. La pobreza es palpable y nadie escapa de los atentados. Matan a los chavales que se ganan la vida haciendo de taxistas con sus motos para robarles la moto. La policía no se hace respetar más que algunos delincuentes. La masa electoral de Petare se inclinó siempre por Hugo Chávez o por el candidato que él asignara. Hasta que un tal Carlos Ocariz, candidato por el partido Primero Justicia a la alcaldía del municipio caraqueño de Sucre, de piel blanca en un barrio de negros y mulatos, ganase las municipales del domingo.

ONDE ESTÁ A PINACOTECA DO BANERJ???? CONHEÇA O ACERVO! CLIQUE NO FINAL! SÃO 26 PÁGINAS DE OBRAS LISTADAS!

1. Em 1996, quando se avançava na privatização do Banerj, o prefeito Cesar Maia pediu a lista do acervo/pinacoteca do Banerj a funcionários. A lista data de fevereiro de 1996. É um acervo impressionante, repleto de Cícero Dias, Di Cavalcanti, Djanira, Goeldi, Guignard, Iberê, Manabu, Malfati, Pancetti, Portinari, Rugendas, Scliar, Sigaud, Tarsila do Amaral, Visconti, etc. Inclusive pinturas que o responsável pelo acervo no Banerj não conseguiu identificar autoria.

2. Como deputado antes e depois como prefeito, ele questionou a forma que as privatizações eram realizadas, pois o cálculo pelo fluxo de renda descontada, só levava em conta o ativo operacional. O ativo não operacional era doado. A Light é um exemplo e a memória ali contida de Rui Barbosa ficou como doação.

3. Então, convidou para almoçar o Dr. Paulo Setúbal, presidente do Itaú (no Gourmet em Botafogo). E disse que aquilo era um descalabro e que ele tinha que entender que os ativos não operacionais (obras de arte, imóveis...) tinham que ficar no patrimônio do Estado. Dr. Setúbal concordou inteiramente e pediu que o assunto viesse a público, pois representava acionistas. O prefeito telefonou diretamente aos Drs. João Roberto Marinho e José Antonio Nascimento Brito que imediatamente concordaram em reforçar. As matérias saíram na época. O Banco foi separado em dois e com o Estado ficaram também os ativos não operacionais. E claro, este fantástico acervo.

4. Arrumando seus arquivos de desde 1968, neste feriadão, o prefeito do Rio reencontrou a lista do acervo datada de fevereiro de 1996 que havia pedido. Ela segue anexa a esta nota. O Governo do Estado, que apenas assumiu em 2007, o Inepac, a Alerj, o TCE, o Iphan, deveriam fazer um levantamento, obra a obra, de forma a que se reconstitua o acervo (ai, ai, ai... se for possível), ou se audite seus caminhos e se defina seu destino.

Clique abaixo e conheça todo o acervo, com a lista de fevereiro de 1996, escaneada.
https://writer.zoho.com/public/jcmrio/acervobanerj1231


GRANDE SALA DA CIDADE DA MÚSICA SERÁ - SALA MAESTRO JOSÉ SIQUEIRA!

Amanhã o Diário Oficial da Prefeitura publicará decreto dando o nome do Maestro José Siqueira, à Grande Sala. José Siqueira foi o fundador da OSB. O decreto trará toda a sua biografia de grande músico, maestro e atuante político.


Fonte: Blog do Cesar Maia
Tags:
Fonte:
Blog do Cesar Maia

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário