Haiti: Lula vai para a TV, mas EUA roubam o espetáculo

Publicado em 19/01/2010 07:11 733 exibições
Tão logo Lula surgiu nas telas de TV, terça-feira, para anunciar que mandaria ao Haiti o ministro da Defesa, Nelson Jobim, anunciando além disto uma ajuda de R$ 14 milhões e meia dúzia de aviões lotados de alimentos, remédios e uma centena de homens, os brasileiros estufaram o peito, cheio de orgulhos, sem lembrar que Lula nem se coçou para sair das férias paradisíacas de Aratu, quando surgiu o desastre de Angra, como não faz o menor esforço para mandar a totalidade dos R$ 100 milhões que prometeu enviar aos flagelados do RS no início do ano passado e até hoje não chegaram (leia nota a seguir sobre o assunto).

. Só neste final de semana é que os brasileiros souberam que o papel de protagonista reivindicado por Lula durou menos de 24 horas, porque o Brasil é o que conhecemos e não é nenhum EUA. Assim é que até mesmo sua meia dúzia de aviões sequer puderam desembarcar em Porto Príncipe, porque quem assumiu o controle do aeroporto e do Haiti foram os Estados Unidos, única superpotência militar global capaz de administrar uma catástrofe daquelas proporções. Apenas o navio-hospital enviado pelos EUA,  possui tantos médicos, enfermeiras e pessoal quanto tem o Brasil de soldados e oficiais no Haiti. Meia dúzia de artistas americanos já enviaram mais dinheiro do que o Brasil para o Haiti.

. O que Lula e seu governo fazem, mais uma vez, é um espetáculo midiático do tipo PAC, que no RS, até hoje, mais conseguiu inaugurar uma só das grandes obras que Dilma vem anunciando a cada três meses para o Brasil.

Tags:
Fonte:
Blog do Polibio Braga

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário