Datafolha: partidários de Dilma promovem quebra-quebra contra Serra, e tucano abre nove pontos de vantagem sobre petista; pode a

Publicado em 27/03/2010 07:40 e atualizado em 27/03/2010 09:39 1322 exibições

DATAFOLHA: PARTIDÁRIOS DE DILMA PROMOVEM QUEBRA-QUEBRA CONTRA SERRA, E TUCANO ABRE NOVE PONTOS DE VANTAGEM SOBRE PETISTA; PODE ATÉ VENCER NO 1º TURNO; NO SEGUNDO TURNO, VANTAGEM CHEGA A 10. DÁ-LHE BEBEL!!!


Desespero, corre-corre, tristeza, melancolia. Os intelectuais do complexo PUCUSP e aquele barbudinho careca da FGV capaz de dizer as maiores tolices como se fossem obviedades e as obviedades como se fossem genialidades começaram a suar. Ricardo Guedes, do Sensus, aquele que disse “que Lula tem a economia, e Serra não tem o que mostrar” precisa puxar a orelha do povo. Ou chamar logo o “seu” povo para desmentir o Datafolha. Os tarados da economia selando o destino das urnas têm de encontrar logo uma explicação. Qual? Qual? Qual? Mauro Paulino, do Datafolha, tem de insistir: “Ainda há muita gente que não sabe que Dilma é a candidata de Lula…” Aquele rapaz do Vox Populi, não tive tempo de decorar o nome dele, o que é um sorte (dele), deve estar apreensivo. Um desses blogueiros pesquiseiros que conseguem torturar os números até que eles confessem o que ele quer está, a esta altura, como Tim Maia: em busca de motivos…

O fato é este: Serra voltou a abrir nove pontos de vantagem sobre Dilma Rousseff, segundo pesquisa feita pelo Datafolha ONTEM E ANTEONTEM. O levantamento anterior foi realizado logo depois de Dilma lançar a sua candidatura no Congresso do PT. Este se dá quando os tontons-maCUTs de Bebel promovem arruaça e quebra-quebra em São Paulo, com foto garantida na primeira página dos jornais paulistas. Pergunta: o Datafolha será tão bonzinho com Serra quanto foi com Dilma e vai fazer uma pesquisa logo depois de ele lançar a candidatura, no dia 10 de abril?

AGORA O PSDB PRECISA USAR O HORÁRIO POLÍTICO PARA MOSTRAR BEBEL, A PRESIDENTA DA APEOESP, EM AÇÃO. O PSDB PRECISA EXIBIR OS SINDICALISTAS QUEIMANDO LIVROS, COMO NA ALEMANHA NAZISTA. Acho que dá para ganhar mais uns cinco pontos…

E OS MILITONTOS PETISTAS, DISFARÇADOS DE ESPECIALISTAS EM PESQUISAS, VÃO DESCOBRIR QUE POLÍTICA PODE SER ALGO MAIS DO QUE ECONOMIA.

Antes que prossiga, aos números. As porcentagens que aparecem entre parênteses dizem respeito à pesquisa do Datafolha feita há um mês:
Cenário com Ciro Gomes
Serra (PSDB) – 36% (32%)
Dilma (PT) – 27% (28%)
Ciro (PSB) – 11% (12%)
Marina (PV) – 8% (8%)

Cenário sem Ciro
Serra (PSDB) – 40%
Dilma (PT) – 30%
Marina (PV) - 10%
Nota: Como a margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos, há a hipótese de Serra vencer no primeiro turno.

Segundo turno
Serra (PSDB) – 48% (45%)
Dilma (PT) – 39% (41%)

ATENÇÃO
Ninguém tem o direito de duvidar de qual é o cenário que acho melhor para a democracia brasileira. Mas não sou tonto nem vigarista intelectual. Repudio as tentativas de passar torcida como análise objetiva. Nada está decidido. Todos aqueles chutes daqueles senhores que trato com óbvio desdém são possíveis, claro. Tudo é possível — E ISSO INCLUI, VEJAM VOCÊS QUE COISA SURPREEDENTE, SERRA VENCER AS ELEIÇÕES. Aliás, hoje, os números demonstram que é o que aconteceria.

“Ah, as eleições não são hoje”. Eu sei! Mas já na pesquisa do Ibope divulgada há alguns dias, os “especialistas” estavam com seus textinhos preparados para aplaudir a inversão do jogo, com Dilma na frente. E, no entanto, ela está atrás. Eles dizem: “Dilma vai vencer; só pode vencer”. Eu digo: “Serra pode vencer; Dilma pode vencer; a economia e Lula não são os únicos fatores que contam numa eleição”.

LULA EM CAMPANHA
Lembro que o Datafolha obtém esses números no auge do uso da máquina eleitoral em favor de Dilma, quando Lula debocha do Tribunal Superior Eleitoral, da legislação e faz campanha aberta para a sua candidata.

Na quarta-feira, a picaretagem oficial chega ao estado de arte com o lançamento do PAC 2, que contará, certamente, com ampla cobertura da imprensa. E poucos lembrarão que o PAC 1 entregou 11% das obras e que 54% delas nem sequer saíram do papel. Mas a “criatura eleitoral” (by editorial do Estadão) e inflável de Lula seguirá os passos do mestre, dando curso à segunda fase da mistificação. Vai-se falar de uma nova fase de investimentos de R$ 1 trilhãoi!!!

Bebel, aquela que vai ao comício ilegal de Dilma na quinta e promove quebra-quebra contra a candidatura Serra na sexta comanda os queimadores de livros, os que deixam as crianças pobres sem escolas, os que agridem policiais com pedras. Não fosse o desastre que esta senhora promove contra famílias que querem ver seus filhos estudando, seria o caso de incentivar: “É isso mesmo, Bebel, continue na sua luta”.

VOLTO AOS PESQUISÓLOGOS
Ainda é tempo de a delinqüência intelectual que tomou conta da área recuar e tentar manter ao menos a aparência de decência. Essa gente precisa tentar concatenar as próprias teses. Se Dilma vinha crescendo, como querem, porque a economia definirá as eleições e se ela pode até vencer no primeiro turno — MANCHETE DO ESTADÃO ONLINE QUE FICOU NO AR VÁRIAS HORAS HÁ TRÊS DIAS —, então a “estratégia” de Serra, que eles dizem “errada”, era irrelevante, certo? Mas, se a estratégia de Serra está tão errada, o que explica que ainda lidere e tenha voltado a crescer? Antes que algum suarento responda que, não fosse o erro, ele poderia ter ainda pontos, devo lembrar aos valentes que essa possibilidade é incompatível com a tese do determinismo econômico. Fui claro ou querem um desenho?

CONTEM AQUI PRO REI: É EXCITANTE ENGANAR AS PESSOAS?

Sempre restará a alternativa de acusar o povo de não saber votar… Tenham um pouco mais de compostura e vergonha na cara! O meu leitor sabe muito bem quando estou expressando um desejo e quando estou tratando de um fato; sabe distinguir muito bem a minha análise da minha opinião. O que repudio em vocês não é terem uma candidata. Até aí, tudo bem. O que repudio em vocês é a falácia da “isenção”.

Caso Dilma vença, não ficarei feliz, mas não estarei derrotado como analista porque sempre contei com essa possibilidade; o arquivo está aí. Caso Serra vença, “eles” estarão infelizes e derrotados.

REITERO: O PSDB TEM DE USAR BEBEL E OS PARTIDÁRIOS DE DILMA QUE QUEIMAM LIVROS COMO CABOS ELEITORAIS. Na baderna de ontem, ela afirmou: “Estamos aqui para quebrar a espinha dorsal desse partido (PSDB) e desse governador”. Anteontem, ela era chamada de “querida” pela candidata petista. O PSDB precisa contar aos paulistas quais são os objetivos de Bebel.

fio_sep_horizontal_485.gif
  • Share/Bookmark

Por Reinaldo Azevedo

fio_sep_horizontal_3px.gif

O AI-13 DOS MILITONTOS

sábado, 27 de março de 2010 | 6:41

Trechos do meu artigo na VEJA desta semana:
*
A exemplo dos contestadores do filme A Vida de Brian (alugue hoje mesmo), do grupo inglês Monty Python, os inimigos atuais da civilização perguntam em tom desafiador e eu lhes respondo com os fatos:

- O que foi que esse modelo nos deu?
- A democracia!
- É verdade! Ele nos deu a democracia. Fora a democracia, o que foi que esse modelo nos deu?
- A segurança jurídica!
- É, ele nos deu isso também. Fora a democracia e a segurança jurídica, o que nos deu esse modelo?
- A igualdade perante a lei!
- Tá bom, vá lá. Fora a democracia, a segurança jurídica e a igualdade perante a lei, o que é que esse maldito modelo nos deu?
- As vacinas?
- Além da democracia, da segurança jurídica, da igualdade perante a lei, das vacinas, respondam: o que nos deu esse modelo?
- Os antibióticos!
- Perguntarei pela última vez: sem contar a democracia, a segurança jurídica, a igualdade perante a lei, as vacinas e os antibióticos, que diabos nos deu esse modelo?
- O vaso sanitário!
- Ora, cale-se!

A Conferência de Cultura, realizada há pouco mais de duas semanas, reuniu essa gente pitoresca que poderia ter saltado da tela do filme do Monty Python e definiu como uma das 32 prioridades de governo “registrar, valorizar, preservar e promover as manifestações de comunidades e povos tradicionais, itinerantes, nômades, das culturas populares, comunidades ayahuasqueiras” e por aí vai. Isso deve ser feito com recursos do estado, o Leviatã transformado em incubadora de estranhezas. Se você, leitor, não se encaixa em nenhum dos grupos acima, então é só um “entre outros”, integrante de uma maioria que encarna aquela outra “tradição”, permanentemente saqueada por particularismos. Refiro-me à velha e desprezível civilização ocidental, com o seu opressivo culto à razão, à ciência, à segurança jurídica, à produção, ao desenvolvimento, à propriedade privada, à língua pátria, às vacinas e aos antibióticos. Essas bobagens que nos têm causado tantos dissabores e que afastam o homem da sua “verdadeira essência”.
(…)
Essa depredação da ordem democrática exige agora o patrocínio do estado e é promovida por seus próprios agentes. Em duas conferências, a de comunicação e aquela de cultura, os militantes aprovaram propostas que, se aplicadas, resultarão em censura à imprensa. O Programa (Nacional-Socialista) dos Direitos Humanos, na forma como está, submete a Constituição ao que chamo, em homenagem ao número do PT, “Ato Institucional nº 13″. Os “direitos humanos” são, no AI-13, o que a “segurança nacional” era no AI-5 do regime militar. Em nome dela, podia-se suspender qualquer garantia; em nome deles, também.
Íntegra Aqui

PS: Reportagens e artigos têm o que a gente chama, no jargão de revista, “olho” — aquelas frases em destaque. A edição do meu artigo na VEJA online acabou misturando um “olho” com o corpo do texto. O diálogo vem na seqüência da abertura, sem qualquer parágrafo entre eles, conforme se lê acima.

fio_sep_horizontal_485.gif
  • Share/Bookmark

Por Reinaldo Azevedo

fio_sep_horizontal_3px.gif

MINAS JÁ É SERRA

sábado, 27 de março de 2010 | 6:39

Na coluna “Holofote”, de Felipe Patury, na VEJA:

Michel Filho/
Ag.O Globo

O comando petista alardeia ao público interno e à imprensa que sua candidata à Presidência da República, Dilma Rousseff, vencerá em Minas Gerais. Pode até ser, mas a tarefa não é nada fácil. Duas pesquisas feitas no estado apontam uma larga vantagem do governador de São Paulo, José Serra, do PSDB, em relação à ministra. Em uma delas, Serra aparece com 18 pontos à frente. Na outra, a dianteira é de 14 pontos. Os dois levantamentos embasaram as conversas que Serra teve com o governador mineiro, Aécio Neves, e a equipe dele, para elaborar a estratégia da campanha tucana em Minas.

Sergio Lima/
Folha Imagem

O que quer Mercadante

Quem trocaria uma possível reeleição para o Senado por uma provável derrota ao governo de São Paulo? O petista Aloizio Mercadante usou esse argumento para exigir uma recompensa do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da ex-prefeita Marta Suplicy. Se perder mesmo a eleição para o Bandeirantes, ele quer disputar a prefeitura de São Paulo em 2012. Lula e Marta não vetaram a pretensão - mas não a aprovaram. Falta consenso também sobre a estratégia do PT paulista. Mercadante quer ser o único candidato governista no estado. O PT acredita, porém, que só evitará a vitória do tucano Geraldo Alckmin já no primeiro turno se insuflar nomes de outros partidos.
Mais

fio_sep_horizontal_485.gif
  • Share/Bookmark

Por Reinaldo Azevedo

fio_sep_horizontal_3px.gif

CANDIDATA DILMA: jatinho, mansões, assessores e salário. Vaccari assina o cheque!

sábado, 27 de março de 2010 | 6:37

Por Diego Escosteguy, na VEJA:

A petista Dilma Rousseff sairá a pé do Palácio do Planalto nesta quarta-feira para percorrer a jornada eleitoral que, daqui a nove meses, poderá conduzi-la de volta ao poder pelo elevador privativo que leva ao gabinete do presidente da República. Dilma deixará o cargo de ministra da Casa Civil para se consagrar exclusivamente à pré-campanha, que dura até o fim de junho, quando a lei eleitoral estabelece o início oficial do pleito presidencial. O PT montou uma estrutura de primeira linha para a ministra. Ela receberá salário, contará com cinco assessores, voará de jatinho e vai se hospedar em uma confortável casa em Brasília (veja o quadro). Quem fechará esses contratos e pagará todas as despesas? Ele, o novo e já notório tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, o homem que, segundo depoimentos em poder da Procuradoria-Geral da República colhidos durante o mensalão, cobrava propina de quem quisesse fechar negócios com os fundos de pensão das estatais - e que, de acordo com o promotor José Carlos Blat, participou dos desvios na Bancoop, a Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo. À frente dos gastos com a pré-campanha petista, Vaccari por enquanto é o Delúbio Soares de Dilma. Pelo menos na prática.

Na semana passada, o tesoureiro deveria ter comparecido ao Congresso para prestar esclarecimentos sobre as acusações. Mas escapuliu. Argumentando que seu advogado estava em viagem ao exterior, Vaccari pediu que seu depoimento fosse adiado por duas semanas. Os senadores toparam. Na terça-feira, porém, os parlamentares da oposição puderam confirmar que a justificativa de Vaccari era apenas o que parecia ser mesmo - um álibi para tentar escapar da CPI. Coube ao líder do governo no Senado, o peemedebista Romero Jucá, investigado no Supremo Tribunal Federal por compra de votos, a tarefa de mostrar os dentes. Ele correu à comissão para levar recados ameaçadores. Jucá ensaiou apresentar requerimentos para convocar promotores que investigam ilegalidades cometidas por tucanos no Rio Grande do Sul e no Paraná - e também por democratas em Brasília. “Por mim, podem chamar quem eles quiserem”, respondeu o senador tucano Alvaro Dias, autor da convocação de Vaccari. A tentativa de intimidação de Jucá falhou - por enquanto. O tesoureiro terá de depor. Aqui

fio_sep_horizontal_485.gif
  • Share/Bookmark

Por Reinaldo Azevedo

fio_sep_horizontal_3px.gif

CIRO, O ÚLTIMO A SABER

sábado, 27 de março de 2010 | 6:35
Ciro Gomes diz ter “99,47%” de chance de ser candidato. Mas está 99,99% descartado. Falta decidir quem lhe dará a notícia


Por Otávio Cabral, na VEJA:

Fotos Andre Dusek/AE; Paulo Liebert/AE
LULA E O DILEMA
O presidente já acertou com o PSB que Ciro Gomes não disputará a Presidência da República: a queda livre nas intenções de voto será usada para convencê-lo a sair de cena sem traumas

O deputado federal Ciro Gomes é um político transparente, que não costuma esconder de ninguém suas convicções. Ciro já acreditou que poderia ser o candidato do presidente Lula nas eleições de outubro - e anunciou isso em alto e bom som. Depois, convencido pelo presidente de que talvez fosse melhor disputar o governo de São Paulo, topou o papel de títere e transferiu seu domicílio eleitoral do Ceará para a capital paulista. Agora, Ciro se diz novamente convencido de que será candidato à Presidência, mesmo sem o apoio do PT. “Tenho 99,47% de chance de ser candidato”, diz. “Só quem pode me tirar da disputa é o PSB, que é o meu partido, e mamãe.” Dona Maria José não faria uma maldade dessas. Já o PSB… Ciro ainda não sabe, mas, ao contrário do que imagina, há, sim, uma probabilidade realmente quase absoluta, mas de ele não ser candidato a nada. Avalizado pelo governo, o partido já decidiu que não dará a legenda ao deputado - discute tão somente a hora apropriada e a melhor maneira de lhe dar a notícia. Aqui

fio_sep_horizontal_485.gif
  • Share/Bookmark

Por Reinaldo Azevedo

fio_sep_horizontal_3px.gif

“Não existe droga segura. Nem a maconha”

sábado, 27 de março de 2010 | 6:33
A diretora do Instituto Nacional sobre Abuso de Drogas afirma que nem mesmo a maconha nem muito menos a DMT, presente no chá do Santo Daime, podem ser consideradas inofensivas


Kalleo Coura

Luiz Maximiano
“Há quem veja a maconha
como uma droga inofensiva.
Trata-se de um erro.
Comprovadamente, ela tem
efeitos bastante danosos”

A psiquiatra mexicana Nora Volkow, 54 anos, é uma das mais importantes pesquisadoras sobre drogas no mundo. Quando, porém, o assunto são os danos neurobiológicos que essas substâncias causam, Volkow pode ser considerada a número 1. Foi a psiquiatra quem primeiro usou a tomografia para comprovar as consequências do uso de drogas no cérebro e foi também ela quem, nos anos 80, mostrou que, ao contrário do que se pensava até então, a cocaína é, sim, capaz de viciar. Desde 2003 na direção do Instituto Nacional sobre Abuso de Drogas, nos Estados Unidos, Volkow esteve no Brasil na semana passada para uma palestra na Universidade Federal de São Paulo. Dias antes de chegar, falou a VEJA, por telefone, de seu escritório em Rockville, próximo a Washington.

Há quinze dias, um cartunista brasileiro e seu filho foram mortos por um jovem com sintomas de esquizofrenia e que usava constantemente maconha e dimetiltriptamina (DMT), na forma de um chá conhecido como Santo Daime. Que efeitos essas drogas têm sobre um cérebro esquizofrênico? Portadores de esquizofrenia têm propensão à paranoia, e tanto a maconha quanto a DMT (presente no chá do Santo Daime) agravam esse sintoma, além de aumentar a profundidade e a frequência das alucinações. Drogas que produzem psicoses por si próprias, como metanfetamina, maconha e LSD, podem piorar a doença mental de uma forma abrupta e veloz.

Que efeitos essas drogas produzem em um cérebro saudável?Em alguém que não tenha esquizofrenia, os efeitos relacionados com a ansiedade e com a paranoia serão, provavelmente, mais moderados. Não é incomum, porém, que pessoas saudáveis, mas com suscetibilidade maior a tais substâncias, possam vir a desenvolver psicoses.

Estudos conduzidos pela senhora nos anos 80 provaram que a cocaína tinha, sim, a capacidade de viciar o usuário e de causar danos permanentes ao cérebro. Até então, ela era considerada uma droga relativamente “segura”. Existe alguma droga que seja segura no que diz respeito à capacidade de viciar e de causar danos à saúde? Não existe droga segura, a não ser a cafeína. Como ela é estimulante e produz efeitos farmacológicos nos receptores de adenosina, é, sim, uma droga. Mas não há evidências de que vicie nem de que seja tóxica - a não ser que você tenha problemas cardiovasculares. Ainda não sabemos se é prejudicial a crianças e adolescentes, mas para adultos não há nenhum problema.

E a maconha? Há quem veja a maconha como uma droga inofensiva. Trata-se de um erro. Comprovadamente, a maconha tem efeitos bastante danosos. Ela pode bloquear receptores neurais muito importantes. Estudos feitos em animais mostraram que, expostos ao componente ativo da maconha, o tetraidrocanabinol (THC), eles deixam de produzir seus próprios canabinoides naturais (associados ao controle do apetite, memória e humor). Isso causa desde aumento da ansiedade até perda de memória e depressão. Claro que há pessoas que fumam maconha diariamente por toda a vida sem que sofram consequências negativas, assim como há quem fume cigarros até os 100 anos de idade e não desenvolva câncer de pulmão. Mas até agora não temos como saber quem é tolerante à droga e quem não é. Então, a maconha é, sim, perigosa. Aqui

fio_sep_horizontal_485.gif
  • Share/Bookmark

Por Reinaldo Azevedo

fio_sep_horizontal_3px.gif

CARTA AO LEITOR: UM ESPETÁCULO DE JULGAMENTO

sábado, 27 de março de 2010 | 6:31
Em 2008, VEJA dedicou duas capas ao assassinato da menina Isabella, um caso brutal que chocou o país

Na VEJA:
Há dois anos, em 29 de março de 2008, um crime brutal deixou o país em estado de choque. A menina Isabella Nardoni, de 5 anos, foi jogada da janela do apartamento de seu pai, Alexandre, no 6º andar de um prédio na Zona Norte de São Paulo. Antes, ela fora golpeada na cabeça e asfixiada. Acusados pelo crime, o pai e a madrasta da menina, Anna Carolina Jatobá, foram presos cinco dias depois - e das respectivas celas praticamente só saíram na semana passada, para ser julgados por um tribunal do júri. Por causa do estupor suscitado pelo caso Isabella, VEJA dedicou-lhe duas capas em 2008. Na primeira delas, revelou que, para a polícia, não havia dúvida: o casal era mesmo responsável pela morte da menina. Foi uma capa de tintas fortes que certamente muitos leitores jamais esquecerão. Na segunda, relatou o cotidiano de ambos na cadeia. Nesta edição, uma reportagem especial mostra o desenlace dessa tragédia que comoveu o Brasil.

Para além do veredicto, o julgamento dos Nardoni é um marco mais alto de qualidade do funcionamento da justiça criminal no Brasil. As provas foram produzidas com metodologia técnica moderna e irrefutável, ao cabo de diligências promovidas por peritos de alto nível e chanceladas por laboratórios renomados. A promotoria e a defesa apresentaram seus argumentos a um grupo de jurados bem selecionado. Alguns deles, inclusive, levantaram questões tão pertinentes, do ponto de vista pericial, que ficou claro que não só prestavam atenção cuidadosa ao que era apresentado, como tinham se preparado para a tarefa para a qual foram convocados. Tanto a promotoria como a defesa conduziram suas intervenções com a agressividade e a teatralidade esperadas, sem resvalar no baixo nível.

Esse espetáculo em matéria de civilização é prova de que o sistema judicial brasileiro, hoje um labirinto de chicanas que frequentemente acabam beneficiando o infrator, pode ser melhorado não apenas em casoslevados a júri popular (com suspeita de crimes dolosos contra a vida), mas também nas ações que envolvem corrupção, estelionato, fraudes e abuso de poder. É preciso que se reforme o Código Penal brasileiro, agilizando as diversas etapas dos processos e eliminando os atalhos para os espertalhões. O caso Isabella mostrou que isso não é impossível.

Tags:
Fonte:
Blog Reinaldo Azevedo (Veja)

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

2 comentários

  • Augusto Mumbach Goiânia - GO

    Meu repúdio a Dilma é tão grande quanto o de vocês. Mas Serra não é essa maravilha toda também não. Não esqueçam que FHC criou o Parque Nacional Montanhas do Tucumaque, tomando metade do estado do Amapá,e o Parque Nacional das Nascentes do Rio Parnaíba, com mais de 729.000 hectares, tomando áreas agricultáveis e agricultadas, com bilhões de prejuízo pra milhares de agricultores, incluindo a mim. Tudo isso pra ficar bonito na foto em Johanessburgo. Em mais um evento climático que só o Brasil faz alguma coisa, sempre sacrificando a produção. Vocês acham que Serra é diferente? Não confundam, ele apóia indústria, não agricultura. Estamos bem arranjados. Ou é Serra ou é Dilma. Tá me cheirando a um negócio que todo o jeito a gente sai perdendo.

    0
  • Danilo Cristiano Bergamaschi Bariri - SP

    SERÁ QUE O POVO VAI SER TÃO BURRO DE CAIR NA LABIA DESSE "LULA", A PIOR PRAGA QUE A AGRICULTURA TEVE NOS ULTIMOS 8 ANOS, NENHUM DEFENSIVOS CONSEGIU MATAR ESSA PRAGA, QUEM SABE AGORA ESTAO LANÇANDO UM FUNGICIDA QUE ACABE COM ESSA PRAGA , SE CHAMA SERRA! O AGRICULTORES DE TODO BRASIL VAMOS TORCER PRA QUE ESSA PRAGA SEJA ESTERMINADA DE NOSSAS LAVOURAS!!!

    0