Aftosa: Campanha de vacinação de 2012 começa pelo Amazonas

Publicado em 16/03/2012 07:24 381 exibições
A primeira etapa da campanha nacional de vacinação contra a febre aftosa inicia nesta quinta-feira, 15 de março, pelo estado do Amazonas. Serão aplicadas doses em todo o rebanho de bovinos e bubalinos localizado na calha do Rio Amazonas, área considerada de difícil acesso, até 30 de abril. Para os pecuaristas de terra firme, a vacinação será entre 15 de julho a 31 de agosto.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em conjunto com a Comissão de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Codesav) do Amazonas, decidiu antecipar em 45 dias a campanha para imunizar os animais antes da época de chuvas. Outra novidade é que a imunização foi estendida para 41 municípios. Antes, somente 12 cidades da região eram contempladas nesta fase.

O restante do estado (também classificado como de alto risco para a doença) e os municípios de Guajará e Boca do Acre e parte das cidades de Lábrea e Canutama – considerados livres de aftosa com vacinação – não sofrerão alteração no calendário. Eles acompanharão as mesmas datas definidas para os vizinhos Acre e Rondônia, ou seja, vacinarão em maio e novembro.

A meta é imunizar aproximadamente 600 mil nessa fase da campanha. Em 2011, o índice de cobertura vacinal no estado foi de 97%. Após o término da aplicação, os pecuaristas têm mais 15 dias para entregar a declaração de vacinação em uma das 19 Unidades Veterinárias Locais (UVLs) ou nos 43 Escritórios de Atendimento à Comunidade (EACs).

Depois do Amazonas, os próximos estados a ingressarem na campanha deste ano serão Roraima, de 1º a 30 de abril, e Rondônia, que aplicará as doses entre 15 de abril a 15 de maio. Nessa etapa, ambos protegerão apenas os animais com até 24 meses. A programação nacional concentra a imunização na maior parte dos estados em maio e novembro.

Índice de cobertura vacinal de 2011 supera marca anterior

A vacinação contra a febre aftosa realizada ano passado alcançou um índice de cobertura vacinal de 97,7%, superando a média atingida na campanha de 2010, que foi de 97,4%. O balanço foi apresentado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) depois de computados os dados enviados pelos serviços veterinários estaduais.

A previsão do Departamento de Saúde Animal (DSA) é de que tenham sido imunizados cerca de 208,9 milhões de bovinos e bubalinos ao longo de todas as fases da campanha. Apenas o estado de Santa Catarina, considerado livre da doença sem vacinação, não imunizou o seu rebanho.

Em 2011, o governo federal investiu aproximadamente R$ 60 milhões em ações para controlar a doença. Os recursos foram aplicados no apoio à manutenção e melhoria estrutural dos serviços veterinários, capacitação de pessoal, campanhas de vacinação estratégicas e trabalhos de educação sanitária.

Os estados que obtiveram os melhores índices de cobertura vacinal foram Mato Grosso (99,7%), Rondônia (99,2%), São Paulo (98,5%), Minas Gerais (98,4%) e Mato Grosso do Sul (98,4%). Rio Grande do Norte (86%), Roraima (84,8%), Paraíba (70,5%) e Amapá (44,8%) tiveram índices que precisarão melhorar nas próximas etapas.

O rebanho brasileiro está estimado em 212,9 milhões de cabeças. O calendário de 2011 concentrou a vacinação em duas grandes etapas: uma em maio e a outra em novembro, mas houve algumas adequações no cronograma ao longo do ano para aprimorar a estratégia de imunização. A estimativa é que tenham sido utilizadas cerca de 323 milhões de doses em todas as campanhas ao longo do ano.

Tags:
Fonte:
Mapa

0 comentário