Confinamento brasileiro deve crescer 13% em 2012

Publicado em 23/05/2012 11:07 738 exibições
"A grande oferta de milho para este ano pode ter sido a principal variável de motivação para este confinamento”, revela o analista sênior de Safras & Mercado, Paulo Molinari.
O mercado brasileiro de carne bovina trabalha com uma expectativa de crescimento de 13% no confinamento em 2012, segundo o mais recente levantamento divulgado pela consultoria SAFRAS & Mercado. Deverão ser confinadas 3,233 milhões de cabeças de gado, ante as 2,861 milhões de 2011.
De acordo com o analista de SAFRAS & Mercado, Paulo Molinari, esta é uma das maiores expansões anuais já registradas no mercado nacional. "Este aumento toma como base a tendência de uma redução significativa nos custos devido à grande oferta disponível de milho safrinha e a possibilidade de um avanço nas exportações, com a desvalorização do Real frente ao Dólar", explica.
Molinari destaca que o Mato Grosso será uma dos estados com maior potencial de expansão, alcançando um confinamento de 499,8 mil cabeças, quase 39% superior ao verificado no ano passado. "A grande oferta de milho para este ano pode ter sido a principal variável de motivação para este confinamento, com um gado que surgirá no mercado interno em meados de agosto", sinaliza.
O analista afirma que os estados de Goiás e Mato Grosso do Sul também continuarão elevando o volume de gado confinado em 2012, com incremento esperado de 14% e 18,1% ante o ano passado. "O indicativo é de que o estado de Goiás volte a liderar o ranking de confinamento no país, com 747 mil cabeças, logo à frente de São Paulo, que tende a confinar 732,2 mil cabeças", informa.
Molinari alerta ainda que as atenções do mercado bovino estarão centradas também no clima para o segundo semestre. "Diante da presença do fenômeno El Niño, as chuvas deverão ser o ponto forte da primavera e verão. Boas chuvas na primavera poderão acentuar as vendas de gado confinado, sugerindo também condições favoráveis às pastagens para a safra 2013, o que poderia favorecer a entrada de gado de pasto no mercado em meados de agosto", conclui.
Tags:
Fonte:
Agência Safras & Mercado

0 comentário