Pouca oferta e demanda deixam o mercado de reposição lento

Publicado em 11/01/2013 11:09
599 exibições
O mercado ainda não retomou os negócios em grande parte das praças pesquisadas.

No Pará, os produtores ainda aguardam a melhora nas condições das pastagens. Os bois magros estão bem ofertados, mas a demanda está comedida.

Na Bahia, a oferta de animais de reposição está boa, já a procura está fraca devido à seca, que ainda afeta boa parte do estado.

A mesma situação ocorre em Goiás.

No Rio Grande do Sul, as chuvas do final do ano colaboraram para a melhora das pastagens, isto fez com que a procura aumentasse neste início de ano, mas o volume de negócios ainda é pequeno.

A vaca boiadeira e o garrote são as categorias mais procuradas no estado.

Em Santa Catarina o bezerro e o garrote são as categorias mais negociadas.

No Maranhão, a oferta de animais está restrita. Há procura principalmente por fêmeas, mas os produtores não têm vendido os animais na expectativa de preços melhores.

Na maioria das praças pesquisadas as chuvas já se regularizaram.

Há expectativa de aumento no volume de negócios na segunda metade deste mês.
Tags:
Fonte: Scot Consultoria

Nenhum comentário