Boi MT: Oferta reduzida de animais pressiona a indústria

Publicado em 23/07/2013 09:08 566 exibições

O caminho até o pico da entressafra ainda é longo, ainda há (ou deveria haver) dois meses de seca e a oferta reduzida de animais terminados está pressionando cada vez mais a indústria. Estas, por sua vez, precisarão pagar mais se quiserem comprar boiada em Mato Grosso e alongarem suas escalas, caso contrário a tendência de alta deve seguir. No entanto, até aonde essa alta pode chegar? Segundo os preços futuros do boi gordo na BM&F Bovespa, em São Paulo, descontado o diferencial de base histórico entre as duas praças (São Paulo e Mato Grosso) de 13,1%, chegaríamos a um preço futuro no Estado para o mês de outubro de R$ 89,90/@, apenas 1,1% de ágio sobre o preço do mercado físico mato-grossense. Muito pouco para quem está investindo, por exemplo, em terminação de animais no cocho. Ao longo dos meses de 2013 o ágio do físico para entressafra está cada vez menor, ficando mais evidente essa semana, que registrou fortes quedas na bolsa-reflexo direto da desvalorização do físico em São Paulo. Portanto, atualmente os atores do mercado futuro na BM&F Bovespa estão precificando um boi não muito valorizado em outubro, resultando em preços futuros aqui em Mato Grosso baixos e ágio pequeno para entressafra, ou seja, pessimismo no mercado.

Leia o boletim na íntegra no site do Imea

Tags:
Fonte:
Imea

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário