Boi MT: Preços valorizaram 2% em relação da junho

Publicado em 30/07/2013 09:17
529 exibições

A escalada de preços da arroba de boi gordo está estreitando as margens das indústrias mato-grossenses e, por outro lado, alivia as margens de quem ainda possuí boi ara vender. Quando avaliada a venda de carne no atacado pelas indústrias, ou seja, a venda do traseiro, dianteiro e a ponta de agulha, chega-se ao equivalente físico, um indicador das margens das indústrias. Considerando os preços atuais em Mato Grosso, o equivalente físico é de R$88,47/@, isto é, quando a indústria vende somente carne ela obtém este valor. Porém, na ponta da cadeia, o pecuarista vende sua arroba à indústria por R$ 88,23, resultando em uma arroba 0,27% mais desvalorizada que o equivalente físico. O momento é bom para o pecuarista, seus preços se valorizaram 2% ante junho, enquanto a indústria viu seus preços desvalorizarem 2%, 2% e 4% para o traseiro, dianteiro e ponta de agulha, respectivamente. No entanto, não é somente da venda de carne bovina que a indústria vive, existe uma série de outros coprodutos e subprodutos que, se considerados, as margens ficariam bem maiores. Para os próximos meses a restrição de oferta de gado terminado deve continuar, o que deve pressionar ainda mais as margens da indústrias.

Leia o boletim na íntegra no site do Imea

Tags:
Fonte: Imea

0 comentário