MS é o 3º maior produtor de couro bovino do Brasil

Publicado em 06/06/2014 10:46 649 exibições

Mato Grosso do Sul é o terceiro maior fornecedor de couro bovino do Brasil, com 1,6 milhão de unidades produzidas em 2013, ficando atrás apenas de Mato Grosso e Rio Grande do Sul. De janeiro a abril de 2014, o Estado exportou 19,6 mil toneladas de couro e ultrapassou em 16% o embarque internacional do mesmo período do ano passado, estimado em 16 mil toneladas, segundo as informações do Departamento Técnico da Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Sistema Famasul).
 
Para potencializar este mercado estratégico da pecuária do Estado e valorizar a matéria-prima, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso do Sul (Senar/MS - Sistema Famasul) oferece em Porto Murtinho, em parceria com o Sindicato Rural do município, a capacitação Preparo e Utilização do Couro. O curso acontece dos dias 9 a 13 de junho, na Fazenda Lucero Porã e ensina como preparar e utilizar o couro na confecção de peças para uso no campo.
 
De acordo com o instrutor do Senar/MS, Marcelo Godoy, o correto aproveitamento do couro bovino eleva o preço do produto. “A peça de couro seccionada, ou seja, dividida e sem defeitos, pode ser vendida por R$ 1,3 mil em Mato Grosso do Sul”, aponta Godoy, que ressalta a oportunidade de movimentar a economia do setor. “É importante capacitar o trabalhador e atentar o produtor rural que essa é uma alternativa para gerar trabalho e renda”.
 
A qualificação promove também a confecção de utensílios de couro bovino que facilitam o trabalho no campo como rédeas, pescoceiras e laços. Segundo Godoy, o Estado carece de profissionais para desempenhar este tipo de trabalho: “O trabalho para produção desses materiais é manual e por isso a necessidade de qualificar o trabalhador”, relata o instrutor do Senar/MS.
 
O curso Preparo e Utilização do Couro tem carga horária de 40 horas e deve capacitar 10 trabalhadores rurais. De 9 a 13 de junho, o Senar/MS oferece 59 qualificações ao homem do campo. Para saber mais, acesse www.senarms.org.br ou ligue para o 3320-9700.

Tags:
Fonte:
Imprensa Famasul

0 comentário