RS inicia vacinação contra a febre aftosa

Publicado em 05/11/2014 07:46 105 exibições

O Rio Grande do Sul deve vacinar em torno de 5 milhões de animais na segunda etapa de combate à febre aftosa. Na primeira fase, realizada em maio, foram imunizadas 13,6 milhões de cabeças, representando uma cobertura de 98,32% do rebanho bovídeo do Estado. Agora, o processo é de reforço, por isso a aplicação atinge apenas os bovinos e búfalos de até 24 meses, em idade mais vulneráveis a doença. A abertura oficial da vacinação aconteceu ontem, no distrito de São Valentim, em Santa Maria, e os produtores têm até 30 de novembro para realizar o procedimento.

Na fase atual, o governo estadual investiu R$ 3 milhões na aquisição de 1,7 milhão de doses. Além disso, outras 700 mil vacinas estão disponíveis nas inspetorias regionais da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa). O montante será distribuído gratuitamente ao produtor rural enquadrado nos critérios do Programa Nacional de Apoio à Agricultura Familiar (Pronaf) e no Programa Estadual de Desenvolvimento da Pecuária de Corte Familiar (Pecfam) e que tenha um rebanho de até 100 animais, o que representa 75% da categoria.

"É importante reforçar que o pessoal procure as inspetorias regionais e faça o procedimento logo no começo. Mais tarde, podem haver filas para obter a vacina", destaca o coordenador pela Seapa do Programa Nacional de Erradicação de Febre Aftosa (Pnefa), Fernando Groff. É necessário atuar de forma preventiva, de acordo com Groff, ficando atendo aos sinais da doença. Ao observar animais babando e mancando, o criador deve comunicar imediatamente a inspetoria da cidade ou região. A enfermidade afeta animais de casco fendido, como bovinos, bubalinos, caprinos e suínos.

Leia a notícia na íntegra no site do Jornal do Comércio RS.

Tags:
Fonte:
Jornal do Comércio RS

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário