Redução de planteis e aumento das exportações favorecem alta da carne bovina

Publicado em 23/12/2014 09:15 139 exibições

O churrasco de fim de ano vai custar mais caro para os brasileiros. O ciclo de alta da carne bovina — iniciado ainda no primeiro semestre — chega ao ápice nos últimos meses de 2014, gerando uma pressão que se estende ao varejo. No Paraná, o valor do boi gordo subiu 22% em 12 meses no campo e já passa de R$ 140 por arroba (14,6 quilos). Como consequência, cortes como a costela e a alcatra custam até 20% mais para os consumidores.

A alta deste ano reflete a redução no rebanho nacional, indicam os especialistas. O maior entrave está no abate de matrizes (vacas), que servem de base para a criação de novos animais. “Desde 2006 mais de 250 mil vacas foram abatidas em todo o país. A consequência disso já era prevista e está aparecendo agora”, indica o zootecnista Paulo Rossi, coordenador do Laboratório de Pesquisas em Bovinocultura, na Universidade Federal do Paraná (UFPR). Aliado a isso, fatores como o aumento nas exportações (que cresceram 4% em volume) e o clima desfavorável as pastagens do Sudeste do Brasil agravaram a escassez, destaca.

Leia a notícia na íntegra no site Gazeta do Povo

Tags:
Fonte:
Gazeta do Povo

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário