Boi: Parada técnica no mercado de reposição

Publicado em 13/11/2018 07:59
133 exibições

Com o início da campanha de vacinação contra a Febre Aftosa, a última semana foi marcada por menor liquidez no mercado de reposição.

No balanço geral, na média de todas as categorias de machos e fêmeas anelorados e estados pesquisados pela Scot Consultoria, as cotações fecharam a semana com ajuste positivo de 0,5%. 

Esse cenário de firmeza nos preços é em função do aquecimento da demanda e redução da oferta de animais. 

Sazonalmente neste período do ano fica mais difícil “achar” bezerros para negociar e quem tem o produto tende a “endurecer” as negociações na hora da venda. 

Já as categorias mais eradas ganham valorização em função da maior demanda para a recria ou terminação destes animais em pasto. 

Vale destacar que com a recuperação das pastagens o ímpeto pela compra da reposição tende a aumentar, uma vez que engordar a boiada nas águas é mais “barato” do que no período seco do ano. 

Para o curto prazo, o mercado deve se manter com baixa liquidez, em função da campanha de vacinação contra a Febre Aftosa, que impõe um período de carência para o transporte e comercialização dos animais vacinados. 


Pelo lado das cotações, ao passo que as pastagens vão se recuperando com maior intensidade, a procura tende a aumentar e dar firmeza para as referências dos animais de reposição.

 

Tags:
Fonte: Scot Consultoria

Nenhum comentário