Minerva dará férias coletivas em fábrica em SP após suspensão de exportações à China

Publicado em 11/06/2019 13:11
411 exibições

LOGO REUTERS

SÃO PAULO (Reuters) - A Minerva dará férias coletivas de duas semanas a 635 funcionários em sua fábrica de Barretos (SP), entre 17 e 30 de junho, período que coincidirá com a suspensão das exportações de carne bovina para a China que foi imposta pelo governo federal na semana passada depois que um caso atípico de doença da vaca louca foi relatado em Mato Grosso.

A companhia afirmou que vai aproveitar a parada para fazer trabalhos de manutenção na fábrica.

A Minerva pode continuar exportando carne bovina para a Ásia a partir de outras fábricas na América do Sul, afirmou a companhia referindo-se a quatro fábricas da subsidiária Athena Foods, com no Uruguai e na Argentina, que não foram afetadas pela proibição temporária do Brasil.

Barretos tem capacidade para abater 840 cabeças de gado por dia e é a única fábrica da Mineva no Brasil certificada para exportar carne bovina para a China, disse o frigorífico.

A Minerva disse que espera que a proibição às exportações de carne bovina para a China seja de curta duração, já que a Organização Mundial de Saúde Animal, em 2015, excluiu casos atípicos de doença da vaca louca de sua avaliação do status sanitário de um país.

Às 12h50, as ações da Minerva exibiam queda de 1,1 por cento, enquanto o Ibovespa tinha valorização de 0,7 por cento.

(Por Ana Mano)

Leia mais: 

>> Minerva anuncia férias coletivas a 700 funcionários após suspensão de exportações bovinas à China

Tags:
Fonte: Reuters

Nenhum comentário