Na aposta da volta da China, boi tem expectativa de abrir a 5ª (13) saindo do fundo do poço

Publicado em 12/06/2019 16:26
1161 exibições
Agrifatto e produtores ouviram de frigoríficos que Brasil e China se entenderam

LOGO nalogo

O mercado do boi pode ser outro amanhã, depois que nesta quarta (12) começaram a circular a informação de que a China vai abrir a porteira novamente. A Agrifatto divulgou nota no meio da tarde, dizendo ter ouvido de frigoríficos, mas desde manhã alguns fornecedores do Minerva já desconfiavam, avisados que foram de que a unidade de Barretos não iria mais parar em férias coletivas a partir do dia 17.

Juca Alves foi um dos notificados. Boi ele tem. Mas vai esperar porque consegue. Como ele, outros acreditam que se o Mapa confirmar os entendimentos sino-brasileiro, entre hoje e a sexta, a mesa vai virar a favor dos produtores, que viram a @ derreter mais dos que as referências vinham dando. Na casa dos R$ 158/149 vinha dando Scot, no ato, ou R$ 150 da Agrifatto, em São Paulo. Para Caio Toledo Godoy, da FC Stone, negócios mesmo só saíram entre os R$ 146/148.

Ainda que até o fechamento desta edição o ministério não tenha confirmado o fim da suspensão das vendas, a verdade é que houve reunião entre o José Guilherme Leal, da SDA, e a AQSIQ Certification, da China desde as primeiras horas da manhã; produtores confirmaram que o MInerva não vai mais parar (iinclusive em postagem no app AgroBrazil) e os futuros estão mais fortes.

Coincidência ou não, os preços de Barretos e Araçatuba, da Scot, saíram levemente da baixa, R$ 149,50 e R$ 150,55. E os da Agrifatto ficaram estáveis. Os médios e pequenos estão ficando mais apertados e saíram comprando um pouco.

Entre plantas em férias, puladas de dias de abate e compras mínimas, o mercado dos grandes compradores seguia travado e somente reagiria o retorno da China às compras. E boi, de acordo com o analista da FC Stone, mais estocado nas mãos dos grandes, com maior poder financeiro para semiconfinamento, no mínimo.

Mercado futuro

Todos os contratos subiram nesta quarta. O outubro parou nos R$ 163,50, baixo ainda para as expectativas de novos mercados compradores e a China precisando de mais carne com o fim dos estoques da carne suína que eles ainda mantêm.

Girando na B3, 11.148 contratos futuros e 10 mil calls aR$ 160/170 em aberto.

Tags:
Por: Giovanni Lorenzon
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário