Fórum sobre a erradicação da febre aftosa é realizado em Sergipe

Publicado em 01/11/2019 17:45
98 exibições

Nesta sexta-feira, 1, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Sergipe (Faese) participou do Fórum Estadual: Sergipe livre da Febre Aftosa sem vacinação em 2021. O evento aconteceu no auditório da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe - Emdagro.

Durante o Fórum, foi divulgado o Programa Nacional de Erradicação da Febre Aftosa –PNEFA que tem por objetivo garantir o status de livre para febre aftosa, ampliando as áreas livres sem vacinação.

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Sergipe (Faese), Ivan Sobral, destacou a importância e os impactos econômicos de Sergipe ser livre da febre aftosa.

“Sergipe aderiu ao Plano Nacional de Erradicação da Febre Aftosa para em 2021 retirar a vacina. Já é livre da febre aftosa, mas o próximo passo é ser livre da vacinação. Nós vamos ganhar também com a qualidade do nosso produto, principalmente no exterior”, afirma Ivan.

O governador Belivaldo chagas participou do Fórum e enfatizou que Sergipe sendo zona livre da febre aftosa, poderá participar do mercado de exportação de carne. Belivaldo também fez um alerta para que os produtores não só comprem a vacina como apliquem, o que muitos não fazem.

“Vivemos momentos em que o produtor compra vacina, mas não aplicava. Não adianta comprar e não aplicar a vacina. Nesta segunda etapa, tem o tipo de rebanho que é de 0 a 24 meses. A partir do momento em que a gente é declarado zona livre sem vacinação é a certeza de que você está tendo condições de vender uma carne de qualidade. Valoriza o rebanho como um todo e quem sai ganhando é o estado de Sergipe”, pontuou.

A chefe da Divisão da Defesa Agropecuária, Vera Lúcia Oliveira, explica que se Sergipe cumprir todas as etapas do plano estratégico do MAPA, a vacinação contra a febre aftosa será retirada.

“O Fórum faz parte do plano estratégico do MAPA para retirada da vacinação e tem por objetivo envolver os produtores e repassar todas as informações e buscar a participação dos produtores e da comunidade. Se cumprir todas as etapas do plano, vamos conseguir tirar a vacinação representando uma economia para os produtores. A retirada da vacinação é garantia da qualidade dessa carne”, afirma.

Vacinação

A segunda etapa da vacinação contra a febre aftosa já iniciou em Sergipe e segue até 30 de novembro. A meta é vacinar 100% dos bovinos e bubalinos até 24 meses de idade. A dose da vacina foi reduzida de 5 ml para 2 ml por animal.

Tags:
Fonte: Ascom Faese

0 comentário