Arroba do boi em SP fecha em alta após quatro quedas; frango sobe 1,5% e suino 2,13%

Publicado em 07/12/2019 17:29 997 exibições

SÃO PAULO (Reuters) - Após quatro quedas consecutivas nesta semana, o preço médio da arroba bovina no Estado Paulo fechou em alta de 1,2% nesta sexta-feira, acumulando baixa de 8,5% em dezembro, de acordo com o indicador do boi gordo Esalq/B3.

A arroba terminou o dia cotada a 211,60 reais, após máxima histórica de 231,35 reais registrada em 29 de novembro, mês em que o indicador registrou ganhos de 35,5%, no embalo da maior demanda da China pela carne, entre outros fatores.

Com a disparada dos preços das carnes, a inflação oficial do Brasil registrou aceleração de 0,51% em novembro, o resultado mais alto em quatro anos. 

O aumento dos preços, contudo, levou a uma retração de frigorificos e consumidores, o que explica as quedas registradas na arroba do boi nesta semana, de acordo com avaliação do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da USP, que elabora o indicador.

Além de uma retração de frigoríficos, agentes que atuam no mercado atacadista relataram ao Cepea que os elevados patamares da carne bovina no varejo desaqueceram a demanda pela proteína.

"Muitos indicam que parte da demanda do varejo acabou migrando para as carnes suínas e de frango, que, de fato, registram altas de preços, de acordo com levantamento do Cepea." 

O preço do frango congelado no Estado de São Paulo, segundo o Cepea, acumula alta de 1,5% neste mês, após ter ficado estável na maior parte da semana. O indicador da carcaça suína especial na Grande São Paulo registra alta de 2,13% no mês, segundo o centro de pesquisa da USP.

ESTABILIZAÇÃO

Em nota nesta sexta-feira, o Ministério da Agricultura disse que um monitoramento do governo apontou recuo no preço da carne bovina em dezembro, após recordes no mês passado.

Nos principais mercados, a queda foi de cerca de 9% na primeira semana do mês, disse a pasta.

Em Mato Grosso, a arroba do boi passou de 216 reais na segunda-feira para 197 reais na quinta, segundo o ministério.

Na Bahia, caiu de 225 para 207 reais, de segunda para quinta-feira. Em Mato Grosso do Sul, a arroba estava cotada a 220 e foi para 200 reais, acrescentou a nota.

"O preço daqui para frente deve se estabilizar", disse a ministra Tereza Cristina, ao participar do Encontro Estadual de Cooperativistas Paranaenses, em Medianeira (PR), segundo o comunicado.

A ministra lembrou que a disparada dos preços em novembro refletiu diversos fatores: seca que prejudicou o crescimento do pasto e a engorda do rebanho; a abertura de mercados externos, em especial o aumento da demanda da China por proteína animal em razão da peste suína africana; e preços relativamente estáveis nos últimos anos, o que inibiu investimentos.

(Por Roberto Samora)

Tags:
Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário