Análise de mercado do boi gordo

Publicado em 05/12/2008 19:02 1197 exibições

Maria Gabriela O Tonini
médica veterinária

Scot Consultoria

Os frigoríficos de todo o País estão com as compras reduzidas.

A diminuição na demanda por gado tem possibilitado os recuos consecutivos no preço da arroba nos últimos dias. Aliás, está até difícil vender o gado pronto para o abate em algumas regiões em função da diminuição do ritmo de trabalho das indústrias, mesmo sendo pequena a oferta.

Em São Paulo, os negócios com o boi gordo saem por R$86,00/@ e R$87,00/@, a prazo, para descontar o funrural. Mas as ordens de compra estão bastante variadas, a partir de R$84,00/@, nas mesmas condições. Muitos frigoríficos do Estado, com um pouco de gado escalado para a próxima semana, têm baixado dia após dia o preço do boi gordo. A situação é a seguinte: se comprarem no preço mais baixo, ótimo, se não comprarem, abatem menos.

Em Rondônia, a maior parte dos compradores está fora do mercado e existem notícias de que a pressão é para que o preço do boi caia até R$73,00/@, a prazo, para descontar o funrural. No entanto, os últimos negócios foram fechados por R$77,00/@, nas mesmas condições.

O boi gordo no Mato Grosso do Sul é negociado entre R$79,00/@, a prazo, para descontar o funrural e R$81,00/@, nas mesmas condições. A oferta ligeiramente melhor e o reduzido ritmo de compra dos frigoríficos permitiu o recuo de quase 7,0% em menos de 10 dias.

No mercado atacadista de São Paulo os preços estão estáveis, mas a venda de dianteiro segue muito fraca e pode haver novos recuos no curto prazo.


Fonte: Scot Consultoria
Tags:
Fonte:
Scot Consultoria

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário