MT: sistema de rastreabilidade bovino é comparado com do Canadá

Publicado em 12/05/2010 16:22 622 exibições
A coordenadora estadual do Sisbov, Patrícia Cristina Borges Dias, esteve recentemente no Canadá, onde foi conhecer o sistema de rastreabilidade daquele país e constatou “avanço” do Sisbov. “O sistema canadense é muito bom, pois obrigou todas as propriedades a adotarem a rastreabilidade após a ocorrência da doença da vaca louca. No Brasil o sistema não é obrigatório, mas a rastreabilidade é melhor por permitir maior controle de movimentação do rebanho bovino, como a exigência da Guia de Trânsito Animal, que não existe no Canadá”, disse ao Diário de Cuiabá. Ela informou que no Canadá as propriedades são menores, por meio de criação intensiva em função da deficiência na oferta de pastos.

Numa comparação com o sistema canadense, ela constata que a rastreabilidade brasileira é superior devido aos programas de defesa sanitária bastante avançados. “O nosso sistema, mesmo que voluntário, obriga a identificação individual de todos os animais da fazenda. Se a propriedade não estiver enquadrada ao Sisbov, ainda assim o governo brasileiro exige o GTA, que controla do trânsito de animais entre as propriedades”, frisou ela.
Tags:
Fonte:
Só Notícias

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário