Estiagem e abate de fêmeas mantém arroba do boi em alta

Publicado em 24/09/2010 13:10
639 exibições

O tempo seco e o histórico de abate de fêmeas têm mantido o preço da arroba do boi em alta no país. A CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil) acredita que o preço permaneça valorizado nos próximos meses, mesmo com a elevação pouco acentuada das últimas semanas.

Na última terça-feira, a Esalq/BM&FBovespa registrou R$ 93,88 para a venda à vista e de R$ 95,27 para as negociações a prazo.

Na região Centro-Oeste e Norte, a estiagem dificulta a recuperação do rebanho, que se soma ao excessivo abate de fêmeas para suprir a escassez de animais no mercado.

Estamos passando uma fase em que nitidamente não há quantidade suficiente de animais acabado e nem para reposição, enfatiza Antenor Nogueira, presidente da Comissão de Pecuária da CNA.

Nos meses de outubro e novembro, a escassez deve continuar, mesmo com os estoques próprios dos frigoríficos e do sistema de venda na bolsa. Antenor reforça que com fim dos estoques de boi confinado, é provável que os produtores entrem 2011 com falta de boi.

Tags:
Fonte: Scot Consultoria

Nenhum comentário