Abate de bovinos retoma patamar anterior à crise internacional

Publicado em 30/09/2010 12:00
500 exibições
O abate de bovinos registrou no segundo trimestre de 2010 uma alta de 7,2% em relação aos primeiros três meses do ano e de 10% na comparação com o mesmo de período de 2009. É o que revelam os números da Pesquisa Trimestral de Abate de Animais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados nesta quinta-feira (30). De acordo com o instituto, o abate de 7,587 milhões de cabeças de bovinos no segundo trimestre deste ano confirma a tendência de retomada do crescimento, alcançando o patamar do terceiro trimestres de 2008, antes da crise financeira internacional.

As regiões Sul, com crescimento de 26,1% no número de abates de bovinos, e Centro-Oeste, com mais 12,9%, foram, segundo o IBGE, as que mais contribuíram para a variação de 10% em relação ao segundo trimestre de 2009.

Embora com índices menores, a pesquisa também registrou alta no abate de frangos, com mais 2,4% em relação ao primeiro trimestre e 5,8% frente ao mesmo período de 2009. O abate de suínos, por sua vez, cresceu 3,3% em relação aos três primeiros meses de 2010, e uma alta de 6,6% na comparação com o segundo trimestres do ano passado.

O IBGE também divulgou as pesquisas trimestrais referentes à aquisição de leite, de couro cru bovino e à produção de ovos de galinha. No segundo trimestre de 2010, a aquisição de leite registrou queda de 6,3% em relação ao primeiro trimestre, mas um aumento de 14,2% sobre o mesmo período de 2009. O estado de Minas Gerais foi o responsável por 27,8% dos 4,906 bilhões de litros de leite adquiridos nos meses de abril a junho de 2010.

Já a produção de ovos de galinha permaneceu no segundo trimestre praticamente estável em relação aos primeiros três meses de 2010, ao registrar uma alta de 0,9% e um total de 610,626 milhões de dúzias. Na comparação com o segundo trimestre de 2009, a alta foi de 5,1%.

Com relação à aquisição de couro cru, a alta foi de 7,7% sobre o verificado no primeiro trimestre e de 12,3% na comparação com o segundo trimestre de 2009.
Tags:
Fonte: Agência Brasil

Nenhum comentário